23.3 C
Rio Branco
19 junho 2022 10:09 pm

Cogumelos comestíveis da APA Lago do Amapá em Rio Branco são destaque em congresso

O estudo pioneiro catalogou 325 espécimes, organizados em 138 espécies, 15,2% delas comestíveis

POR KATIÚSCIA MIRANDA, PARA CONTILNET

Última atualização em 19/06/2022 22:08

Um estudo sobre cogumelos realizado por três estudantes do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Acre e uma doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia, foi selecionado entre os cinco melhores trabalhos apresentados no III Congresso Brasileiro de Ciências Biológicas, realizado on-line.

O trabalho foi realizado na Área de Proteção Ambiental (APA) Lago do Amapá entre setembro de 2018 a julho de 2021, onde foram encontradas 16 espécies de cogumelos comestíveis.

Segundo o professor Marcos Silveira, coordenador do Laboratório de Botânica e Ecologia Vegetal da Ufac e orientador dos alunos, o estudo pioneiro catalogou 325 espécimes, organizados em 138 espécies, 15,2% delas comestíveis.

Chirley Gonçalves e Isés Neves estão entre os estudantes da Ufac que tiveram o trabalho destacado no encontro científico. “Entre as 16 espécies catalogadas, as cinco marcadas em asterisco são consumidas pelos Yanomami, sejam cozidas em água, embrulhadas em folhas de sororoca e até mesmo, assadas diretamente na brasa”, disse Isés Neves.

Confira espécies: Auricularia delicata, Auricularia fuscosuccinea, Coprinellus disseminatus, Cookeina speciosa, Cookeina tricholoma, Favolus tenuiculus (*), Lentinus crinitus (*), Lentinus tricholoma (*), Lentinus velutinus (*), Oudemansiella cubensis, Panus neostrigosus, Phillipsia domingensis, Phallus indusiatus, Pleurotus djamor (*), Dactylosporina steffenii e Tremella fuciformis.

A doutoranda, Márcia Teixeira, que também participou da pesquisa, destacou que a APA Lago do Amapá abriga uma diversidade significativa de espécies comestíveis e aponta para o potencial de cultivo visando a comercialização e a geração de trabalho e renda para a população local.

Saiba mais

Estima-se que existam no mundo cerca de 120 mil espécies de fungos, e quase 6,5 mil ocorrem no Brasil. Desse total, pouco mais de 100 são espécies comestíveis. Eles possuem valor calórico baixo, porém, valor nutricional alto, sendo ricos em proteínas, fibras e aminoácidos, o que os tornam um alimento muito apreciado, sobretudo para os vegetarianos.

Confira capa do guia de espécies em elaboração:

Capa de guia em construção. Foto reprodução

 

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.021 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.