18.3 C
Rio Branco
2 julho 2022 2:28 am

‘Oncinha’, filho de policial é preso após matar duas pessoas em bairro de Rio Branco

Vandresson foi encaminhado a Delegacia de Flagrantes (Defla), onde ficará a disposição da justiça.

POR ITHAMAR SOUZA, PARA O CONTILNET

Última atualização em 03/06/2022 07:05

Vandresson Tavares Coelho, 31 anos, conhecido popularmente como “Oncinha” por ser filho de um falecido Policial Militar e cantor “Mão de Onça”, foi preso pelo crime de homícidio. A prisão aconteceu na noite desta quinta-feira (2), em uma residência localizada na Travessa Samaúma, no bairro Conquista, em Rio Branco.

Segundo informações dos policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que realizaram a prisão de Oncinha, a ação foi feita com base nas investigações e levantamentos de informações, que possibilitaram a polícia a realizar a importante prisão por força de uma ordem judicial. Oncinha é acusado de dois homicídios na região da Baixada da Sobral.

Vandresson foi encaminhado a Delegacia de Flagrantes (Defla), onde ficará a disposição da justiça.

Crimes de Vandersson

Na noite do dia 7 de março deste ano, Oncinha e outros comparsas teriam matado Francisco Roberto Paiva Santos, de 33 anos, conhecido popularmente como Robertinho. A vitima foi ferida com sete tiros após ter a própria lanchonete invadida e morreu ao dar entrada no setor de Urgência e Emergência do pronto-socorro de Rio Branco.

A lanchonete de Robertinho funcionava na própria residência da vítima, localizada na rua Mauá, no bairro João Eduardo 2, na região da Baixada da Sobral. A vítima estava dormindo dentro de uma rede, quando três homens chegaram fortemente armados e perguntaram pela vítima.

A esposa de Robertinho, assustada, perguntou o que eles queriam e os criminosos ainda anunciaram um assalto, mas foram até a rede onde a vítima estava dormindo e efetuaram sete tiros, sendo que quatro atingiram na cabeça e três na região da clavícula, atingido a artéria da vítima. Após a ação, os criminosos fugiram correndo do local e entraram em um veículo que dava cobertura.

Já o segundo homicídio foi registrado na noite do dia 28 de março deste ano, quando o jovem jogador de futebol Ygor Santos de Araújo, de 21 anos, foi morto a tiros na Rua Tabosa, no Residencial Cabreúva, na região da Baixada da Sobral.

O jovem estava em uma motocicleta e foi ao Bairro João Paulo II deixar uma parente. Antes de voltar para a casa dele, ele parou em uma distribuidora no Conjunto Cabreúva. Após Ygor sair do local, dois homens em outras duas motocicletas perseguiram e interceptaram a vítima, que acabou caindo da própria moto. Os criminosos descerem e, de posse de armas de fogo, dispararam várias vezes contra Ygor, que não teve chance de reação e morreu no local.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.100 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.