33.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 3:27 pm

Em nota, direção da Maternidade Bábara Heliodora rebate Sindmed sobre reforma da unidade

Laura Pontes explica que a obra tratá melhorias no atendimento e "vai ampliar e melhorar a estrutura física e de atendimento da maior maternidade pública do Estado".

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 07/07/2022 20:09

Nesta quinta-feira (7), o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) visitou a Maternidade Bárbara Heliodora (MBH), e criticou o fechamento do setor de pré-parto para reforma, segundo a entidade, “a situação flagrada pode resultar em novas mortes de crianças”.

Em resposta, a diretora da unidade, Laura Pontes, emitiu uma nota negando desasitência às pacientes. “Todas as pacientes que eram atendidas na sala PPP (pré-parto, parto e pós-parto) foram remanejadas para uma outra ala da unidade, onde recebem o acolhimento adequado, com garantia da segurança da mãe e do bebê”, diz trecho.

Laura explica que a obra tratá melhorias no atendimento e “vai ampliar e melhorar a estrutura física e de atendimento da maior maternidade pública do Estado”.

Sobre os atendimentos, que o sindicato afirmou estar sendo feito de forma improvisada, a dirteção explicou que os atendimentos são realizados em 4 leitos, além disso,  afirma que não há falta de equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas, é suficiente para suprir a rotina da unidade. “Desde novembro de 2021 foram contratados 4 médicos ginecologistas obstetra que reforçam o quadro de profissionais da maternidade”, completa.

Laura Pontes finaliza esclarecendo que nenhuma paciente “tem deixado de ser assistida da melhor forma possível”.

Confira a nota na íntegra:

A direção da maternidade Bárbara Heliodora esclarece que todas as pacientes que eram atendidas na sala PPP (pré-parto, parto e pós-parto) foram remanejadas para uma outra ala da unidade, onde recebem o acolhimento adequado, com garantia da segurança da mãe e do bebê.

A medida foi necessária devido a uma obra que iniciou no mês passado e que vai ampliar e melhorar a estrutura física e de atendimento da maior maternidade pública do Estado.

No momento, os atendimentos são realizados em 4 leitos e o estoque de equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas, é suficiente para suprir a rotina da unidade.

Desde novembro de 2021 foram contratados 4 médicos ginecologistas obstetra que reforçam o quadro de profissionais da maternidade.

No momento, a falta do medicamento sulfato de magnésio ocorre porque não foram apresentadas propostas na última licitação. Um processo de compra emergencial está sendo realizado pela Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre).

Apesar disso, nenhuma paciente tem deixado de ser assistida da melhor forma possível.

A direção da maternidade e todo o seu quadro de profissionais se dedicam para manter a eficiência e qualidade dos serviços à população.

Laura Pontes
Diretora da Maternidade Bárbara Heliodora

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.