27.3 C
Rio Branco
15 agosto 2022 8:40 am

Urgente: Saúde confirma primeiro caso de varíola dos macacos no Acre

O paciente, de 27 anos, viajou para o exterior, e em seu retorno apresentou febre, cansaço físico e pápulas espalhadas pelos braços e abdômen, sendo notificado no último dia 11, pela Unimed

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 25/07/2022 13:26

Por meio de nota técnica, a Secretaria da Saúde do Acre (Sesacre) confirmou a detecção do primeiro caso de monkeypox, a “varíola dos macacos”, no estado. O resultado de dois exames de casos suspeitos chegaram da Fundação Ezequiel Dias em Minas Gerais nesta segunda-feira, 25, um deles com resultado positivo.

Em documento, a Sesacre informa que o paciente, de 27 anos, viajou para o exterior, e em seu retorno apresentou febre, cansaço físico e pápulas espalhadas pelos braços e abdômen, sendo notificado no último dia 11, pela Unimed. “Seu quadro está evoluindo bem, com poucos sintomas, sendo acompanhado pela Secretaria de Saúde de Rio Branco e pela Vigilância Epidemiológica do Estado. Anteriormente, outros quatro casos suspeitos haviam sido descartados”, informa nota.

A varíola dos macacos é uma doença causada por vírus e transmitida pelo contato próximo com uma pessoa infectada e com lesões de pele. Segundo a Sesacre, esse contato pode se dar por meio de abraço, beijo, massagens, relações sexuais ou secreções respiratórias. A transmissão também ocorre por contato com objetos, tecidos (roupas, roupas de cama ou toalhas) e superfícies que foram utilizadas pela pessoa infectada.

Não há tratamento específico, mas, de forma geral, os quadros clínicos são leves e requerem cuidado e observação das lesões. O maior risco de agravamento se dá, em geral, para pessoas imunossuprimidas com HIV/aids, leucemia, linfoma, metástase, doenças autoimunes, transplantados, gestantes, lactantes e crianças com menos de 8 anos de idade.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.