21 de fevereiro de 2024

Crime encomendado: motorista de grupo que assassinou mecânico vai a Júri Popular

Acusado é apontado como motorista do carro que transportou outros três assassinos para a execução do crime

O quarto envolvido no assassinato do mecânico Adelino Eufrásio, morto aos 67 anos em abril de 2021, Wanderson Silva da Cunha, vai enfrentar o Tribunal do Júri Popular da Comarca de Rio Branco (AC), nesta terça-feira (14).

O crime aconteceu em 2021/Foto: ContilNet

Outros três envolvidos no crime, ocorrido na Travessa Primavera, bairro Canaã, na casa da vítima, são Francisco Osório, Saimon da Silva Farias, em julgamento anterior, foram  condenados a 25 anos cada um, e Pedro Barros Júnior.

Os três são responsáveis pelo assassinato do idoso Adelino Eufrásio, que trabalhava como mecânico. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o crime foi encomendado por Francisco Osório de Oliveira, que teria pagado R$ 5 mil pela morte do idoso. Na madrugada do dia 13 de abril do ano passado, o trio invadiu a casa de Adelino, no bairro Nova Canaã, e o matou com vários tiros. Wanderson Silva da Cunha era o motorista do carro que transportou os assassinos até o local do crime.

De acordo coma denúncia do Ministério Público, após o crime, os acusados tentaram simular um assalto para disfarçar o assassinato por encomenda. A motivação do crime seria por dívida de Francisco Osório ao mecânico, que teria contratado os demais envolvidos.

PUBLICIDADE