21 de fevereiro de 2024

Defesa Civil aponta possibilidade de seca ainda mais rigorosa em 2024, em Porto Velho

Situação de emergência foi decretada devido o baixo volume de chuvas na região

A Defesa Civil decretou situação de emergência em Porto Velho devido o prolongado período seco e o baixo volume de chuvas na região. O fenômeno El Niño tem contribuído para esse cenário e, segundo o órgão, em 2024 a seca pode ser ainda mais intensa.

O Decreto nº 19.614, assinado na última quarta-feira (6), aponta que as chuvas no primeiro semestre de 2023 foram inferiores à média, e que no segundo semestre estão abaixo da expectativa.

Defesa Civil diz que seca em Porto Velho pode ser mais intensa em 2024/Foto: Reprodução

Apesar das chuvas, que são comuns durante o período de inverno amazônico, o El Niño está prolongando o período de seca, e com isso 2024 pode ter uma estiagem parecida ou ainda mais rigorosa que a deste ano na capital.

O órgão se baseia em previsões climáticas da Agência Nacional de Águas (ANA) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), e destaca que o período de seca pode se estender até abril do próximo ano.

A diminuição no volume de chuvas na região afeta o nível de rios como Guaporé, Mamoré, Madre de Dios, Jamari, Madeira e seus afluentes, atingindo também o abastecimento hídrico da população e principalmente dos distritos e comunidades ribeirinhas, além de gerar prejuízos para agricultura e pecuária dos municípios.

PUBLICIDADE