18 de abril de 2024

PM atira em entregador após confusão por entrega de pedido; vídeo

Entregador Nilton Ramon de Oliveira, de 24 anos, foi baleado na coxa nesta segunda-feira (4/3) por um PM, na zona oeste do Rio

Reprodução/Redes sociais

entregador Nilton Ramon de Oliveira, de 24 anos, foi baleado na coxa nesta segunda-feira (4/3) por um cliente, um policial militar. Ele teria se recusado a buscar o pedido na portaria do prédio em Vila Valqueire, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Identificado como Roy Martins Cavalcanti, o autor dos disparos prestou depoimento na 30ª DP (Marechal Hermes). A Corregedoria da Polícia Militar abriu procedimento interno para investigar o caso.

Nilton passou por cirurgia e segue internado no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Municipal Salgado Filho, nesta terça (5/3). Entregadores de aplicativo promoveram protesto.

A briga entre o entregador e o PM

Durante a entrega, Roy exigiu que o entregador entregasse o lanche no apartamento, o que foi negado. Isso porque os profissionais de entrega por app não são obrigados a subir até a casa dos clientes.

Mesmo com a explicação, os dois começaram a discutir pelo bate-papo do aplicativo de entrega de pedidos. Com a recusa, Nilton acionou o protocolo de devolução e retornou à loja, mas ele foi seguido por Roy, que estava armado.

O entregador começou a gravar a discussão, que teve início na Praça Saiqui. Nas imagens, é possível observar a arma do militar.

  • Roy: “Tá metendo a mão na cintura por quê?”
  • Entregador: “Tô armado não, filho. Sou trabalhador, filho”
  • Entregador: “Tô sendo ameaçado aqui”
  • Roy: “Ameaçado é o cu! Seja educado!”

Confira o momento da discussão:

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost