17 de junho de 2024

Alerta: Fiocruz diz que casos de SRAG devem aumentar no Acre; Rio Branco tem 2 leitos de UTI disponíveis

Nas últimas três semanas, caracterizado como curto prazo, o Acre aparece com estabilidade em novos casos das síndromes respiratórias

O Boletim InfoGripe, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nesta quinta-feira (9), aponta para tendência a longo prazo para crescimento no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Acre. O estado aparece junto com outros 22 estados com sinal de aumento.

Além disso, no recorte de capitais, Rio Branco aparece como uma das 16 cidades com sinal de crescimento nos casos de SRAG, junto com Aracaju (SE), Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Teresina (PI).

A análise deste boletim é referente à Semana Epidemiológica (SE) 18, período de 18 a 4 de maio e tem como base os dados inseridos no Sistema Epidemiológico da Gripe (SivepGripe) até a última segunda-feira, 6 de maio.

Fiocruz alertou que os casos de SRAG devem aumentar no Acre/Foto: Reprodução

Cenário nacional

O novo Boletim InfoGripe alerta que o cenário ainda requer atenção em todo o território nacional, tanto por parte de autoridades de saúde, quanto da população.

“O vírus influenza A e o vírus sincicial respiratório (VSR) se mantêm em situação preocupante, sendo responsáveis em diversos estados pelo aumento do número de novos casos e de novas internações. Os registros atuais mostram que entre o total de óbitos nas últimas quatro semanas na população geral o percentual associado à influenza A já se iguala ao observado para Sars-CoV-2 (Covid-19)”, diz.

O número de mortes por SRAG continua significativamente mais elevado nos idosos, com amplo predomínio de Covid-19, porém já apresentando volume relevante associado ao vírus influenza A. Nas crianças pequenas o aumento da circulação do VSR tem gerado crescimento expressivo da incidência e mortalidade de SRAG, superando aquelas associadas à Covid-19 nessa faixa etária.

Nas últimas três semanas, caracterizado como curto prazo, o Acre aparece com estabilidade em novos casos das síndromes respiratórias.

Fonte: Fiocruz

Com exceção de Roraima, Pará e Amapá, que fazem fronteira com Venezuela, Guiana, Suriname, todos os estados da região de fronteira apresentam aumento a longo prazo nos casos de SRAG.

UTIs lotadas

Em Rio Branco, segundo os dados do Observatório em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), apenas dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão disponíveis.

Rio Branco tem apenas dois leitos de UTI adulto disponíveis nesta quinta-feira/Foto: Reprodução

No Pronto-Socorro de Rio Branco, dos 27 leitos de UTI, 25 estão ocupados. Já na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), todos os 18 leitos estão ocupados e a mesma coisa acontece no Hospital Santa Juliana, que está com os 20 leitos ocupados.

No interior do Acre, em Cruzeiro do Sul, no Hospital Regional do Juruá, três estão disponíveis, visto que 7 dos 10 leitos estão ocupados. 

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost