17 de junho de 2024

Karoline Lima se revolta e detona Éder Militão: “Sujo e baixo”

A influenciadora foi ao Instagram para comentar sobre o processo movido pelo ex e expôs algumas atitudes que ele teve recentemente

Karoline Lima usou as redes sociais, nesta sexta-feira (24/5), para comentar o processo movido por Éder Militão, seu ex e pai da sua filha, Cecília, contra ela.

Nos stories, a influenciadora afirmou que já acionou a sua advogada e promete ir atrás dos direitos de Cecília. “Ele não está colocando a cara na internet, mas está colocando no principal meio onde vai resolver a minha vida, que é na Justiça. Isso sim pode me prejudicar, não os juízes da internet”, disse ela.

Karoline continuou: “Eu nunca quis pedir nada. Mas agora já autorizei a Gabriela Garcia (advogada) a entrar com tudo o que tiver direito, com tudo o que antes eu não permiti que ela entrasse. Tudo o que eu reneguei por ser direito da minha filha, para ter paz”, declarou.

Karoline Lima ainda explicou que ficou sumida das redes sociais porque estava separando provas. “Eu estava sumida por um bom motivo: estava separando muitos prints, muitas provas, muitas conversas, um grande auê e grande babado. Está tudo certo e sob controle. Vamos viver. Não tem nada melhor do que deitar a cabeça no travesseiro e dormir bem tranquila, bem, sem me preocupar se enquanto estiver dormindo vai aparecer que eu fiz isso ou aquilo”, disparou.

Marcando a advogada Gabriella Garcia, que é madrinha de Cecília, Karoline desabafou:

“Eu vi na Internet: ‘Ah, por que não resolve isso no off? Por que não resolve como dois adultos?’. Gente, de coração, vocês acham que eu tenho vontade de ler esse monte de absurdos que sempre saem, desde o começo, sobre mim? Se fosse para ter alguma coisa na internet sobre mim, eu gostaria que estivessem as coisas que eu fiz, que me doei, das coisas que têm relevância pra mim. E não mentira e gente me denegrindo, gente dizendo que eu sou praticamente uma vagabunda. Pode ter certeza que não tenho vontade de estar passando por isso não, mas foi o que o outro lado escolheu”, falou.

Demissão e falta de pagamento

Karoline Lima também desabafou após Éder Militão demitir sua empregada doméstica. A influenciadora expôs ainda que ele parou de pagar a professora de natação de Cecília. “Está prejudicando a própria filha dele”, disparou ela.

“Fale o que quiser sobre mim, invente o que você quiser sobre mim, que a gente vai se resolver na Justiça, mas agora não tente prejudicar uma pessoa humilde, uma pessoa trabalhadora, uma pessoa que está aqui para ajudar, inclusive no momento que você não está”, disse ela.

Na sequência, ela explicou: “Essa pessoa que está aqui em casa foi contratada por Éder Militão para cuidar da Cecília, cuidar da alimentação, da organização do quarto dela, da limpeza, das roupas dela, tudo isso. Já que a Cecília está no Rio de Janeiro, ela também está no Rio de Janeiro para cuidar da Cecília, mas essa funcionária acabou de receber uma ligação do contador do pai da Cecília dizendo que ela estava demitida, simplesmente pelo fato de que ela está no Rio de Janeiro”.

Exaltada, Karoline disse que tentou se manter calma para não expor o jogador. “Acontece um monte de merda aqui, que eu não falo nada porque eu estava tentando preservar o que ainda resta da imagem dele. A professora de natação da Cecília estava sem receber, porque o bonitão falou que a gente estava no Rio de Janeiro, sendo que a professora de natação estava acompanhando a gente por aula online e eu entro na piscina [com a Cecília]”, falou.

Ela continuou: “Não cheguei a demitir e contratar outra, porque teoricamente a gente não fez a mudança para o Rio de Janeiro e ele está prejudicando uma inocente, uma prestadora de serviço, uma pessoa que é, inclusive, contratada por causa do nosso acordo. Isso é, sinceramente, a maior baixaria que ele pode fazer só porque a gente está no Rio de Janeiro”, acrescentou.

Karoline só descobriu nesta sexta (24/5) que a professora estava sem pagamento. “É sujo, é baixo e ele não está prejudicando uma pessoa só, que é a minha funcionária do lar, ele está prejudicando a professora de natação, que é R$ 800,00. Acabei de saber que ela está sem receber, porque ele está com essa birra, porque a menina não está em São Paulo”, declarou.

“Então quer dizer que se eu for morar na Arábia, em Fortaleza, na Argentina, ele deixa de ser pai da Cecília? Não é assim que funciona e ele vai ter que aceitar que se eu quiser mudar para o Rio de Janeiro, eu mudo amanhã”, enfatizou.

O processo movido por Militão contra Karoline Lima

Segundo informações publicadas pela página do Instagram Gossip do Dia, a decisão de processar a influenciadora teria partido após ela impedir que Cecília viajasse para encontrar o pai até que uma nova babá seja contratada para acompanhá-la. Atualmente, a bebê estaria sem babá.

O jogador, por sua vez, teria dito que não era necessário e que não queria nenhuma pessoa estranha em sua residência.

Ainda segundo a página, um dos pedidos que teriam sido feitos por Militão na ação, é que Karoline seja proibida de se mudar de São Paulo para o Rio de Janeiro. A alegação seria que ela está em uma “aventura amorosa” e que vai mudar a rotina da filha por isso. Atualmente, a influenciadora está namorando o jogador do Flamengo, Leo Pereira.

Para falar sobre a “aventura amorosa” que Karoline Lima estaria vivendo, Éder Militão teria anexado fotos dela com o ex-namorado, Gui Araújo, na tentativa de mostrar que ela está sempre trocando de parceiros.

A página Gossip do Dia disse, ainda, que já existe uma decisão obrigando que Karol permita a viagem de Cecília para assistir a final da Champions no dia 1º de julho, mas a condição é que a criança esteja com uma pessoa de confiança da mãe.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost