Leilão da Receita tem de celular por R$ 500 a esmeralda de R$ 115 mi

Mercadorias que vão a leilão foram apreendidas em operações da Receita, foram confiscadas ou abandonadas nos aeroportos do estado

Um novo leilão da Receita Federal com mercadorias apreendidas em diversos aeroportos e operações no estado, marcado para 28 de maio, tem como destaque uma esmeralda bruta (foto de destaque) que terá lance inicial de R$ 115 milhões. Também serão leiloados smartphones, computadores, utensílios domésticos e discos de vinil — com preços que começam em R$ 100.

Divulgação/Receita Federal

Entre as mercadorias com mais opções estão smartphones. Um deles, um Xiaomi modelo Mi 10T tem lance mínimo de R$ 500. Um lote com uma babá eletrônica e um fone de ouvido pode ser arrematado com ofertas a partir de R$ 100.

Já as ofertas mais caras do leilão, além da pedra bruta de esmeralda, incluem um caminhão Volkswagen Constellation ano 2008/2009 (lance mínimo de R$ 61,2 mil), um lote com centenas de malas de viagem por R$ 79,4 mil e diversos lotes com componentes eletrônicos com preços que podem ultrapassar R$ 300 mil.

Propostas até o dia 27

Quem quiser participar do leilão, que será realizado de forma eletrônica, deve enviar as propostas das 8h de 23 de maio até 21h do dia 27.

Pessoas físicas e pessoas jurídicas interessadas devem utilizar a plataforma Sistema de Leilão Eletrônico, acessado via Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC). É necessário usar identidades digitais da conta GOV.BR com nível de confiabilidade prata ou ouro.

foto colorida de pedra bruta de esmeralda que a Receita Federal vai leiloar - Metrópoles

Divulgação/Receita Federal

foto colorida de lote com celular, fone de ouvido, caixa acústica e videogame que a Receita vai leiloar, com lance mínimo de R$ 800 - Metrópoles

Divulgação/Receita Federal

Os lotes, segundo a Receita Federal, estão em diversos locais no estado de São Paulo (Santos, São Paulo, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Campinas, Araraquara, Sorocaba, Taubaté, Santo André, Guarujá, Jacareí, Barueri e Bauru) e poderão ser examinados, mediante agendamento, em dias de expediente normal, nos endereços, datas e horários indicados no edital do leilão. A partir da arrematação, os licitantes terão 30 dias para retirada da mercadoria.

As mercadorias do tipo “celular/acessório” não poderão ser comercializadas, ainda que arrematadas por pessoa jurídica.

O edital, a relação das mercadorias e demais informações relativas ao leilão podem ser encontrados neste link.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost