18 de junho de 2024

Mulher perde a memória após orgasmo intenso com o marido num banho

Quando de inglesa foi descrito por médicos como amnésia global transitória

O que era para ser um momento de prazer acabou se transformando num drama para Polly Fisher, de 58 anos. Após ter um orgasmo intenso, a inglesa perdeu a memória. A relação sexual de 10 minutos fez com que ela sofresse de amnésia global transitória – uma condição ultra rara que pode ocorrer na meia-idade após atividades extenuantes repentinas.

“Foi a coisa mais assustadora que já testemunhei. Achei que ela estava tendo um derrame. Na ambulância, todos os planos que havíamos feito para nossa aposentadoria juntos passaram pela minha cabeça. Estava tudo acabado. Achei que estava tudo acabado”, contou o marido, Mick Thacker, um cartógrafo de 61 anos, morador de Rotherham (Inglaterra).

Tudo começou quando Mick voltava da academia e encontrou Polly tomando banho.

“Ela estava incrível, como sempre, e uma coisa levou à outra”, contou ele ao “Daily Star”. “Fizemos sexo. Não demorou muito: uma rapidinha e nada incomum. Mas lembro que Polly teve um orgasmo realmente massivo, muito mais intenso do que me lembro dela ter tido antes”, emendou ele.

Depois o casal foi tomar um café e 15 minutos depois Polly reclamou que estava se sentindo “estranha”.

“Ela parecia um pouco vaga. Ela se sentou e começou a entrar em pânico. Ela começou a chorar. Ela dizia: ‘Estou com medo. Estou com medo’. Achei que ela estivesse tendo um derrame”, recordou o cartógrafo.

Polly foi levada a um pronto-socorro. Embora ela não tivesse memória de curto prazo, ela não apresentava nenhum outro sintoma de acidente vascular cerebral. A inglesa falava de maneira coerente e os resultados das tomografias computadorizadas e ressonâncias magnéticas e outros exames não apontaram nada anormal.

Polly Fisher e Mick Thacker/Foto: Reprodução/Facebook

Ela conseguia se lembrar dela e de Mick, mas não se lembrava da data, do que acabara de fazer no banho nem de quem era o primeiro-ministro britânico. Mick lhe contava as respostas, mas ela as esquecia instantaneamente e não conseguia se lembrar delas novamente momentos depois, vez após vez.

Os médicos pensaram que ela poderia ter tido um ataque isquêmico transitório, que é um curto período de sintomas semelhantes aos de um acidente vascular cerebral, causado por um breve bloqueio do fluxo sanguíneo para o cérebro.

Porém a suspeita caiu por terra quando os médicos perguntaram o que havia desencadeado o incidente. Mick, com o rosto vermelho, respondeu que eles tinham acabado de fazer sexo. Uma médica se lembrou então de um caso anterior de amnésia global transitória com o qual ela havia encontrado, envolvendo um nadador exposto a água gelada. A médica pesquisou a condição e – embora a causa seja incerta – ela lembrou que também poderia ser desencadeada por sexo, embora nunca tivesse ouvido falar de tal caso antes.

Polly Fisher e Mick Thacker/Foto: Reprodução/Facebook

Após dois dias de exames, os médicos confirmaram o diagnóstico, e Polly recebeu alta. Os médicos disseram que isso poderia acontecer novamente, mas uma repetição só foi relatada em 6% dos casos e não é grave.

“Ainda não me lembro do que aconteceu comigo. Perdi cerca de sete horas da minha vida. Achei que iria voltar lentamente, mas já se passou um mês e não nada mudou”, comentou Polly, que é governanta de hospital e tem quatro filhos.

Em 2022, cinco médicos de Limerick (Irlanda), publicaram um estudo de caso na “Irish Medical Journal” de um homem de 66 anos que relatou perda de memória 10 minutos após o sexo. Uma ressonância magnética mostrou uma pequena anormalidade no lado esquerdo do cérebro, que desapareceu em 72 horas. Os médicos sugeriram que isso acontece quando a pressão no peito aumenta, prejudicando temporariamente o retorno do sangue através das veias do lobo temporal do cérebro de volta ao coração.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost