Semulher representa Acre no 2º Fórum Nacional de Gestoras de Políticas para as Mulheres, em Brasília

De acordo com a secretária Márdhia El-Shawwa, as OPMs no estado são uma importante ferramenta que possibilita a inclusão social da população feminina

A titular da Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), Márdhia El-Shawwa, foi a representante do Acre na abertura do 2º Fórum Nacional de Gestoras de Políticas para as Mulheres, realizado em Brasília, nesta terça-feira, 11. O evento, que segue até quarta, 12, reúne mais de 400 gestoras de governos estaduais, distrital e municipais.

O encontro foi promovido pela Secretaria Nacional de Articulação Institucional, Ações Temáticas e Participação Política do Ministério das Mulheres (MMulheres) e representa um mecanismo relevante para a participação ativa das gestoras na discussão e implementação de políticas públicas para as mulheres, com o intuito de fortalecer o diálogo e aprimorar os serviços para seu público-alvo.

Secretária da Mulher do Acre participa do 2º Fórum Nacional de Gestoras de Políticas para as Mulheres. Foto: cedida

Os organismos de políticas para as mulheres (OPMs) garantem direitos, promoção de autonomia, igualdade e enfrentamento a todas as formas de violência contra as mulheres. Essas instituições estão distribuídas em diversos municípios do país e servem para potencializar as ações, além de articular, organizar, elaborar, coordenar e implementar as políticas públicas.

II Fórum Nacional de Gestoras de Políticas para as Mulheres. Foto: Rodrigo Lacerda/Ministério das Mulheres

De acordo com a secretária Márdhia El-Shawwa, as OPMs no estado são uma importante ferramenta que possibilita a inclusão social da população feminina. “É fundamental que tenhamos OPMs implementadas em todo o Acre, pois dessa forma nos aproximamos das mulheres e trabalhamos de acordo com a realidade local de cada município. Por isso, é muito gratificante estar neste evento, que marca mais um passo no fortalecimento das políticas públicas para as mulheres e reafirma o compromisso do governo do Acre, por meio da Semulher, na promoção da equidade de gênero”, destacou a secretária.

Protocolo de intenções entre Ministério do Meio Ambiente e Ministério das Mulheres. Foto: cedida

No fórum, têm sido discutidos temas relacionados à gestão das políticas, intercâmbio de experiências, participação das mulheres nos espaços de poder e decisão, além de estratégias de integração e articulação das políticas para mulheres. A abertura do fórum foi realizada pela ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, pela primeira-dama do Brasil, Janja Lula da Silva, ministras e parlamentares.

Durante o evento, também foi assinado o protocolo de intenções entre Ministério do Meio Ambiente e Ministério das Mulheres para implementar a Política Nacional de Clima, Justiça Climática e Participação das Mulheres nas Políticas Ambientais, com a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva.

Além da secretária da Mulher Márdhia El-Shawwa representando o Estado do Acre, estiveram presentes as coordenadoras Maria Lúcia de Moura Sarah do município de Cruzeiro do Sul, Ruth Ferreira de Oliveira de Assis Brasil e Rakel Vieira de Almeida, de Capixaba.

Coordenadoras dos Organismos de Políticas para Mulheres dos municípios do interior do Estado do Acre, juntamente da secretária da Mulher, Márdhia El-Shawwa. Foto: Cedida

A primeira mesa do fórum abordou o tema “Ampliando a participação das mulheres nos espaços de poder e decisão”, com mediação da secretária nacional de Articulação Institucional, Ações Temáticas e Participação Política (Senatp), Carmen Foro, e participação da analista de programas da Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres, Ana Claudia Jaquetto; da deputada federal Talíria Petroni; da representante do Fórum Nacional de Mulheres de Partidos Políticos, Cristiana Almeida; e da representante do Instituto Alziras, Michele Ferreti.

Secretária da Mulher, Márdhia El-Shawwa, e ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Foto: cedida

Já nesta quarta-feira, 12, a programação se inicia com a segunda mesa, “O impacto do orçamento nas políticas públicas para as mulheres”, coordenada pela secretária executiva do Ministério das Mulheres, Maria Helena Guarezi. Logo depois, a mesa de apresentação aborda as experiências sobre boas práticas de políticas para as mulheres nos estados, debates e estratégias de integração e articulação de políticas para as mulheres, participação e controle social.

Ainda, será realizado o lançamento dos cursos virtuais “Gestão e implementação de OPM” e “O protagonismo das mulheres: passos para a atuação das mulheres nos espaços de poder e decisão” e um mapeamento diagnóstico das estruturas de gestão de políticas para as mulheres. Também serão divulgados informes sobre o Conselho Nacional dos Direitos de Mulheres (CNDM) e anunciada a 5ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost