CR7 admite crimes fiscais e é condenado a 23 meses de prisão e multa


Ronaldo que compareceu ao tribunal acompanhado da esposa Georgina Rodríguez

NOTÍCIAS AO MINUTO

Cristiano Ronaldo chegou a um acordo com o Ministério Publico espanhol na manhã desta terça-feira(22). O português foi condenado a 23 meses de prisão – que não terá de cumprir já que a Justiça espanhola não aplica penas inferiores a 24 meses quando os acusados não têm antecedentes judiciais – e pagar uma multa de 18,8 milhões de euros (mais de 80 milhões de reais), por sonegar cerca de 5,7 milhões de euros do fisco da Espanha.

CR7/Foto: Reprodução

Ronaldo que compareceu ao tribunal acompanhado da esposa Georgina Rodríguez. Ele reconheceu que cometeu os quatro crimes de fraude fiscal aos quais era acusado, entre 2010 e 2014 quando atuava pelo Real Madrid. O julgamento durou cerca de 50 minutos.

De acordo com o jornal portugues Diário de Notícias, Ronaldo foi até o tribunal em Madrid apenas para cumprir uma formalidade, pois já tinha estabelecido acordo com a Autoridade Tributária espanhola.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também