Rio Branco, Acre,


Após ‘climão’ com Mara, Gladson diz que Paulo Wadt continua secretário no seu governo

Mara pediu a cabeça de Paulo Wadt há alguns meses porque estaria se sentida traída por ele

O secretário de Agricultura e Agronegócio, Paulo Wath, irá continuar no cargo. A garantia é do governador Gladson Cameli, que disse ao ContilNet  que apesar de admirar o trabalho que Wath vem realizado na sua pasta, estava estudando uma maneira removê-lo para outra secretaria só para atender a um pedido da deputada federal Mara Rocha (PSDB).

Leia também: Gladson manda recado duro para Mara Rocha e tira Segurança Pública das mãos do Vice-Governador

Paulo Wanth, secretário de Agricultura e Agronegócio

Cameli, no entanto, ficou irritado com um anúncio feito pela deputada neste domingo (23), de que ela deixaria a base de sustentação de seu governo porque ele ainda não teria demitido o secretário.

“Estive em Brasília, conversei com a Mara sobre a questão do Paulo Wath. Combinamos que eu removeria ele para outro setor. Ela estava alegre, me deu um abraço, agradeceu, e ficou tudo bem. Mas hoje acordei pela manhã e fui surpreendido com as manchetes na imprensa dando conta de que a Mara ia deixar a base de sustentação do meu governo por conta dessa questão do Wath. Daí, fica difícil uma relação assim. Liguei várias vezes pra ela, mas não fui atendido. Com muita insistência falei com seu esposo e pedi para ela me ligar pra gente conversar, ela não respondeu”, disse Cameli.

Mara pediu a cabeça de Paulo Wath há alguns meses porque estaria se sentida traída por ele. A imprensa chegou a anunciar a saída do secretário da pasta da Agricultura e Agronegócio, mas ele além de permanecer no cargo, ficou ainda mais forte e protegido pelo governador.

Gladson disse que depois dos problemas que teve com Mara neste domingo, decidiu que Wath fica no cargo. “Não tenho motivos para demitir ele, é um excelente secretário”, elogia.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Últimas Notícias

Recomendado para você