Rio Branco, Acre,


85% dos infectados pela Covid-19 são assintomáticos, aponta estudo

A pequena cidade de Ischgl, nos alpes austríacos, registrou o que as autoridades locais consideram como a maior taxa de infecção do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no mundo. Mais de 40% da população testou positivo para os anticorpos que combatem a Covid-19, mas apenas 15% dos contaminados foram identificados com a doença durante a infecção.

Segundo o Instituto de Virologia da Universidade de Medicina de Innbruck, os 15% que relataram os sintomas da Covid-19 requisitaram os testes e identificaram o vírus. Mas como uma grande parte da população também contraiu o vírus sem apresentar sintomas, há a estimativa de que 85% dos pacientes sejam assintomáticos. O estudo compreendeu cerca de 1,5 mil residentes da cidade de Ischgl, famosa pelas estações de esqui.

PUBLICIDADE

“Ischgl apresenta a maior taxa de soroprevalência já registrada em um estudo sobre a Covid-19”, diz a especialista em virologia Dorothee von Laer, líder do estudo. “Mesmo que a imunidade de rebanho não tenha sido provada, a população deve estar protegida de um segundo surto.”

O primeiro caso positivo da doença em Ischgl foi identificado na primeira semana de março, após o governo islandês notificar a Áustria que alguns turistas que estiveram nas estações de esqui retornaram ao país com a Covid-19.

Há a suspeita de que o vírus estaria circulando em Ischgl em meados do mês anterior. “Acreditamos que a Covid-19 tenha circulado fora do radar desde a metade de fevereiro”, contou von Laer à Bloomberg.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

× Faça sua denúncia