26 de maio de 2024

Personal quebra o silêncio e revela detalhes de relação com Gracyanne

Gilson de Oliveira foi apontado como o pivô da separação da musa fitness e Belo, e falou pela primeira vez sobre a situação

O personal Gilson de Oliveira quebrou o silêncio e deu detalhes sobre o relacionamento que teve com Gracyanne Barbosa. O nome do profissional ficou entre os assuntos mais comentados na semana passada após ter sido apontado como o pivô da separação da musa fitness e do cantor Belo.

Em uma entrevista no canal do advogado Joabs Sobrinho, Gilson esclareceu que nunca foi personal de Gracyanne. Segundo ele, ele ajudava a influenciadora nos desafios que ela fazia de força e equilíbrio.

“Nunca fui [personal da Gracyanne] (…) Eu fazia parte dos desafios porque eu tinha um preparo pra isso, tenho muita consciência corporal pra isso”, disse ele.

Sobre o fim do casamento com Belo, Gilson disparou: “Algo que todo mundo sabia”, disse ele. Questionado se perguntou sobre o assunto, Gilson respondeu: “Não, eu nem queria entrar nesses méritos pra não compactuar com nada que fosse errado”, falou.

A relação com a musa, segundo o personal, durou de fevereiro à agosto do ano passado e era algo sem obrigações. “Por conta das obrigações de cada um, era um relacionamento com nada forçado, sem interesses”, disse.

Reprodução

Perguntando se o Belo teve conhecimento da relação dos dois, o profissional respondeu: “Depois de um tempo, sim. A galera que nos rondava começou a comentar e falar sobre. Não ficou algo explícito, mas todos acreditavam que existia”, declarou ele, que garantiu não ter se beneficiado com o relacionamento. “De maneira nenhuma, tanto que por mim, ninguém soube. Ninguém ouviu sair da minha boca”, falou.

Gilson contou, ainda, que via Gracyanne quase todos os dias na academia e eles não tinham costume de trocar mensagens. Além disso, os encontros entre os dois aconteciam uma ou duas vezes na semana, devido aos compromissos que cada um tinha.

Sobre como iniciou o interesse na musa fitness, o personal explicou: “Não sei te dizer sobre ela, mas sobre mim, conforme o tempo foi passando, o nosso contato na academia foi aumentando por conta dos desafios, dos treinos, da troca de informação em relação ao que a gente curte… Eu comecei a gostar dela pela pessoa que ela é, que ela sempre se mostrou, ser sempre boa, de bom coração, tratar todos iguais”.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost