19.3 C
Rio Branco
22 junho, 2021 2:45 am

Sorteio de fim de semana em Pousada, aniversariantes e mais na coluna da Beth Passos

POR BETH PASSOS, PARA CONTILNET

E-mail: [email protected] 
Instagram: @beth_news_
Facebook: Beth News 

Linda, mãezona assumida Shey Tavares Anute levou os filhos Hadassa e Miguel para breves férias das aulas online causadas pela pandemia em algumas praias da tranquila João Pessoa.

Taquígrafa da Assembleia Legislativa, esposa, mãe e amiga primorosa, Alice Wolter foi uma das aniversariantes da semana. Muitas bênçãos, vitórias, amor e vida longa, amiga querida.

 

A chef Solange Torres feliz da vida com a preferência pela deliciosa comida regional de sua badalada Chácara Brasil. Na foto eu, Dário de Sá com uma amiga, Solange e o empresário Antônio Torres.

A Jaklene Pinheiro de Oliveira Mandu, coruja assumida, anunciando para o dia 26 os três meses do rebento George Lucas.

Muita polêmica em torno do programa de trainee do Magazine Luiza exclusivo para negros. Muitos alegam que a Constituição proíbe a discriminação racial. É verdade, ninguém pode ser discriminado em função da cor da pele porque “todos são iguais perante a lei” e, sendo assim, todos têm direito à igualdade de oportunidade.

Mas, vamos lá. Quem são os discriminados no Brasil? Os brancos? Quem sofre na pele o racismo neste país? Os de pele branca? Quem são os jovens presos e mortos, em sua maioria? Os negros.

Nossa sociedade sofre do mal do racismo estrutural. Negros são minoria nas universidades, nos altos cargos públicos e privados. A população negra compõe a maior parcela dos pobres neste país. São os negros que sofrem humilhação em nossa sociedade originariamente escravocrata.

Algumas pessoas estão até afirmando que Luiza Trajano está praticando “racismo reverso” ao querer contratar apenas negros que exerçam cargos em sua rede de lojas, recebendo salários dignos. Se ela anunciasse que era para contratar negros para fazer faxina muita gente nem se importaria.

Não, Luiza Trajano não está apenas fazendo valer o princípio da igualdade de oportunidade. É mais do que isso. Ela está oferecendo oportunidade de igualdade.

A dinâmica empresária garante o primeiro lugar como a mulher mais rica do Brasil e ocupa a 8ª posição na lista das pessoas mais ricas do mundo no último levantamento da revista Forbes.

Poderosa que fala?

A publicitária Mariana Tavares Rodrigues e a filha Isabela lindas demais num vídeo da campanha de aparelhos de filtros de água veiculada nos canais abertos. O olhar de amor das duas é comovente!

O ator Fábio Assunção virou um exemplo de vitória na luta contra as drogas e de amor pelo seu templo sagrado, que é seu corpo e mente. Além da própria determinação, contou com o apoio da noiva, a advogada Ana Verena, com quem se casa no dia 1º de outubro.

O casal exige teste de covid-19 dos convidados para a cerimônia.

Dona Zuleide Mendes comemorou seu aniversário no último dia 22 com as amigas Fátima, Ana Lúcia, a irmã Zulmira e as contemporâneas Mary, Nair e Fátima Costa.

A bela atriz acreana Brenda Haddad lançou, no Rio de Janeiro, sua nova coleção de óculos. Cada um mais lindo que o outro! A empresária Zayra Ayache acompanhou a produção da campanha de fotos e vídeos e trará as peças exclusivas para as vitrines da Ótica Moderna já neste fim de semana.

Que tal ganhar um fim de semana na Pousada Laurian, em Epitaciolândia, bem na fronteira com a Bolívia e o Peru?

É um conglomerado de chalés aconchegantes, em meio a mais linda natureza, com muito ar puro e completa sensação de paz bem no coração da Amazônia.

Regras da promoção

SEGUIR:

@beth_news_ e @pousadalaurian

CURTIR A FOTO OICIAL E OS VÍDEOS REALACIONADOS À PROMOÇÃO

MARCAR 2 AMIGOS POR COMENTÁRIOS

QUANTO MAIS COMENTÁRIOS, MAIS CHANCES VOCÊ TEM DE GANHAR E LEVAR UM ACOMPANHANTE.

E ATENÇÃO: NÃO VALE MARCAR PERFIL DE EMPRESAS, FAMOSOS OU PERFIL FAKE

BOA SORTE A TODOS VOCÊS!

O SORTEIO SERÁ REALIZADO DIA 10/10/20, AO VIVO.

NÃO FIQUE DE FORA, NEM SOB TORTURA!

SE LIGUEM NA MISSÃO MINHAS LINDEZAS!!!

 

On Line 

*O pensamento funciona! É uma força maravilhosa. Acreditemos neste poder, que vem de Deus, e usemos toda a energia do amor e da vontade para tentar materializar os melhores pensamentos e expectativas.

Deus está́ conosco exercendo seu poder divino para enfrentarmos tempos tão sombrios e de perdas tão difíceis de superar, como a partida do colega Tião Vitor.

Que sua família encontre conforto e proteção.

*Abertas as inscrições para o 11º  Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), que este ano será realizado em formato virtual, por causa da pandemia.

O lançamento e anúncio do tema “O papel do MP acreano no combate ao coronavírus” foi feito pela procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, durante sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça, realizada em julho por ocasião dos 57 anos da instituição.

Concorrem os trabalhos veiculados através de websites, jornais e emissoras de rádio e televisão e nas mídias sociais, no período de 17 de março a 30 de novembro de 2020.

As inscrições vão até o dia 30 de novembro e devem ser feitas no site premiodejornalismo.mpac.mp.br. Cada profissional poderá inscrever três trabalhos distintos.

*Países que pareciam ter controlado a expansão do vírus registram picos diários maiores do que no auge da pandemia até então, entre março e maio. Os números já preocupam a OMS (Organização Mundial de Saúde).

*Chama realmente a atenção o racismo de boa parte dos brasileiros contra a Magazine Luíza, por ter feito algo que inclua exclusivamente os negros.

Será que agora vão entender como os negros se sentem quando são excluídos de uma oportunidade de trabalho?

*Os preconceitos começam, inclusive, no uso do nome no masculino para mulheres. Mulheres são SOMMELIÈRES (pronuncia-se “someliérr”) e não sommeliers (pronuncia-se “someliê”). Mas um país que não aceitou o uso da palavra (correta) presidenta, é assim. Some-se isso o racismo, que é tão estrutural quanto a misoginia.

*Cansei de notícias tristes! Agora estou ligada no ‘Love Nature’, nos documentários do ‘CURTA!’, no ‘History’ e nos programinhas água com açúcar do ‘Mais Globosat’. Cuidar da saúde mental, né não?

Que tal copiarmos o exemplo? Não deixem de ler… é lindo!

AS SEMENTES 

Um homem morava numa cidade grande e trabalhava numa fábrica. Todos os dias ele viajava cinquenta minutos, de ônibus, para ir ao trabalho. 

No ponto seguinte ao dele entrava uma senhora, que procurava sempre sentar na janela. Ela abria a bolsa, tirava um pacotinho e passava a viagem toda jogando alguma coisa para fora do ônibus. A cena sempre se repetia e um dia, curioso, o homem lhe perguntou o que jogava pela janela. 

– Jogo sementes, respondeu ela. 

– Sementes? Sementes de que? 

– De flor. É que eu olho para fora e a estrada é tão vazia… Gostaria de poder viajar vendo flores coloridas por todo o caminho. Imagine como seria bom! 

– Mas as sementes caem no asfalto, são esmagadas pelos pneus dos carros, devoradas pelos passarinhos… A senhora acha mesmo que estas flores vão nascer aí, na beira da estrada? 

– Acho, meu filho. Mesmo que muitas se percam, algumas acabam caindo na terra e com o tempo vão brotar. 

– Mesmo assim…demoram para crescer, precisam de água… 

– Ah, eu faço minha parte. Sempre há dias de chuva. E se eu não jogar as sementes, aí mesmo é que as flores nunca vão nascer. 

Dizendo isso, a velhinha virou-se para a janela aberta e recomeçou seu “trabalho”. 

O homem desceu logo adiante, achando que a senhora já estava meio “caduca”. 

O tempo passou. 

Um dia, no mesmo ônibus, sentado à janela, o homem levou um susto ao olhar para fora e ver flores na beira da estrada… Muitas flores… 

A paisagem estava colorida, perfumada, linda! 

O homem lembrou-se da velhinha, procurou-a no ônibus e acabou perguntando para o cobrador, que conhecia todo mundo. 

– A velhinha das sementes? Pois é… Morreu de pneumonia no mês passado. 

O homem voltou para o seu lugar e continuou olhando a paisagem florida pela janela. 

“Quem diria, as flores brotaram mesmo”, pensou. “Mas de que adiantou o trabalho da velhinha? A coitada morreu e não pode ver esta beleza toda”. 

Nesse instante, o homem escutou uma risada de criança. No banco da frente, uma garotinha apontava pela janela, entusiasmada: 

– Olha, que lindo! Quanta flor pela estrada… Como se chamam aquelas flores? 

Então, o homem entendeu o que a velhinha tinha feito. 

Mesmo não estando ali para contemplar as flores que tinha plantado, a velhinha devia estar feliz. Afinal, ela tinha dado um presente maravilhoso para as pessoas. 

No dia seguinte, o homem entrou no ônibus, sentou-se numa janela e tirou um pacotinho de sementes do bolso… 

(Desconheço a autoria) 

 

Beth Passos 

Jornalista 

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.