30.3 C
Rio Branco
17 junho, 2021 6:48 pm

Calada jamais! Xuxa abre processos contra Malafaia, Malta, Zambelli e mais

POR METRÓPOLES

Xuxa Meneghel não vai mais ouvir desaforos calada. Agora, a apresentadora responde aos insultos com processos. E não é só contra Sikêra Jr., apresentador do programa Alerta Nacional, da RedeTV!. O pastor Silas Malafaia, o ex-senador Magno Malta, a deputada federal Carla Zambelli, a deputada estadual Rosane Félix e o policial militar Guilherme Solano também são alvos de ações de reparação de danos por publicações ofensivas.

O anúncio de que Xuxa publicaria um livro sobre uma criança que tem duas mães foi o estopim das ofensas. Antes mesmo do lançamento de Maya: Bebê Arco-Íris, que é inspirado na história de sua afilhada, os acusados nos processos que a coluna teve acesso manifestaram indignação pela obra voltada ao público infantil tratar de conteúdo LGBTQIA+, sem nem mesmo ler seu conteúdo.

Malafaia está sendo processado em R$ 200 mil. O pastor afirmou que os programas infantis comandados por Xuxa eram “grandes absurdos da TV brasileira”. Ele ainda fez calúnias sobre pedofilia contra apresentadora, citando o filme Amor, Estranho Amor, o qual ela já reforçou inúmeras vezes se tratar de conteúdo ficcional que alerta para a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Xuxa Meneghel careca
Xuxa Meneghel. Foto: reprodução

Malta, que gravou um vídeo com diversas críticas ao livro de Xuxa e afirmou que a obra não respeitaria as crianças, está sendo processado em R$ 150 mil. A defesa da apresentadora também pede que a sentença condenatória seja registrada e publicada em forma de resposta nos mesmos meios de comunicação que o ex-senador usou para fazer as difamações contra ela.

Zambelli está respondendo judicialmente pelo tweet em que disse que as crianças deveriam ser “protegidas da ameaça que é Xuxa”. Caso seja condenada, a deputada federal deverá pagar R$ 150 mil. Ela ainda está sendo acusada de calúnia pelo vídeo no qual dizia que “Sexualizar e instigar inocentes ao sexo pavimenta a pedofilia e a depravação”, que causou danos à imagem da apresentadora.

Félix, que é presidente da Comissão dos Direitos da Criança, Adolescente e Idoso na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), está sendo processada em R$ 150 mil. A deputada estadual afirmou que estaria avaliando “que providências tomar” para evitar que o livro fosse lido pelo público infantil, já que a obra seria uma “tentativa de doutrinação de crianças”.

Por fim, há o processo contra Solano, capitão da polícia militar de São Paulo, que pede R$ 150 mil. O policial publicou em suas redes sociais diversas imagens e menções com críticas à apresentadora e ao livro que ainda nem havia sido lançado na época. Todos os valores arrecadados com os processos serão doados por Xuxa a instituições de caridade escolhidas por ela.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.