22.3 C
Rio Branco
22 junho, 2021 12:22 am

Leão Lobo diz que Márcia Goldschmidt fez macumba para ele

POR TERRA

Leão Lobo recordou desavenças com duas apresentadoras famosas: Márcia Goldschmidt e Ana Maria Braga. Com a primeira, ele não negou suas desconfianças de que foi vítima de macumba. O apresentador não disse que Márcia foi a responsável, mas os seus ex-colegas da TV Gazeta apostaram que sim.

Entre 2000 e 2001, Goldschmidt e Leão dividiram as atenções no Mulheres, da TV de São Paulo. Foi o jornalista quem indicou, foi atrás e apresentou a proposta do canal para a famosa. Ela aceitou e ficou tão agradecida que beijou sua mão.

No dia da estreia, uma surpresa: “Eu falava com ela [no ar], e ela não respondia. A gente ficava numa mesa, ela saía andando pelo estúdio. Todo mundo via, os câmeras. Eles estão lá até hoje e são testemunhas. Toda vez que vou lá, eles lembram dessa história comigo”.

Um tempo depois, uma segunda surpresa, desta vez inédita em sua carreira na TV. “Quando cheguei para fazer o programa, tinha uma sujeira em volta da minha mesa, umas pedras. Nunca falei que ela [Márcia] fez macumba, porque eu nunca acreditei em macumba e eu nem sabia o que era aquilo”, pontuou ao programa De Tudo Um Pouco, na Jovem Pan.

“Quando cheguei, falei: ‘Está sujo aqui’. E eu sentei. O pessoal: ‘Não, você não podia ter sentado! Isso é macumba!“, recordou ele, que continuou com o relato: “Falaram: ‘Isso foi ela que trouxe e botou para você!’. Bom, ela chegou para começar o programa e a gente tinha que começar abraçado porque era uma ordem a direção. Comecei a fazer o programa, ela olhou e: ‘Olha, o que é aquilo? Aquilo é macumba. É para você ir embora’. Falei: ‘Não acredito nisso. Bobagem’”.

O famoso disse que passou mal no mesmo dia. “Fui tomar banho, quando acabei, estava me penteando, apaguei e acordei no hospital. Falaram que eu era hipertenso. Desmaiei. Fiquei 15 dias no hospital. Falei: ‘Que coisa maluca’. Mas não associei. O pessoal da Gazeta que me ligou e falou: ‘Sabe o que é isso, né?’. Eu: ‘Hipertensão’. Eles: ‘Não, isso é macumba!’”, comentou.

Com Ana Maria Braga, Leão Lobo deixou claro o seu ressentimento. Tudo começou com um projeto pensado por ele e entregue para Eduardo Lafon, diretor da Record na época. O formato, no entanto, parou nas mãos da loira. “Ela veio falar comigo: ‘Você se importa de eu fazer o seu projeto? Lafon passou para mim porque quer uma mulher apresentando. Você vai brigar comigo?’. Falei: ‘Não. Vou brigar com ele, que roubou meu projeto’”, desabafou na época.

O caldo azedou logo depois. “Subimos para fazer o programa ao vivo. Quando entrei no estúdio, fui falar da Letícia Spiller, e ela: ‘Não vem falar da minha amiga aqui’. Fui falar do Clodovil [1937-2009] e foi: ‘Não vem falar do meu amigo aqui’. Percebi que tinha alguma coisa errada. Falei: ‘Essa eu posso contar?’. Ela falou ‘não’, levantou e começou a fazer um discurso para a câmera, como se eu tivesse falado mal dela. Começou a contar uma história que não tinha nada a ver”, lembrou.

“Perguntei: ‘Tenho direito de defesa?’. Ela falou ‘não’ e continuou falando. Levantei e sai chorando”, confidenciou. Quando chegou na sala do diretor, logo ele entendeu do que se tratava. “Ele olhou para mim e falou: ‘Já sei. A loira te sacaneou. Ela faz isso com todo mundo. Liga não. Quanto você quer para aguentar ela?”, questionou.

Confira:

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.