Rio Branco, Acre,


Acre: farmacêuticos cobram efetividade na vacinação e CFF debate o assunto

Para assegurar o cumprimento do plano, o CFF publicou um manifesto pela vacinação de todos

Na primeira Reunião de Plenário do Conselho Federal de Farmácia (CFF) em 2021, a pauta que mais gerou debate e efetividade nas palavras por parte dos conselheiros, foi a vacinação dos farmacêuticos em várias regiões do país.

Porém, foi no Acre, uma das maiores cobranças pela agilidade e respeito aos profissionais de saúde. “Os gestores públicos, do presidente aos secretários municipais de saúde, precisam compreender quem é o farmacêutico na ordem do dia. Trata-se de um profissional de saúde que ajuda muito a nossa população e por isso exigimos vacinação o quanto antes para todos os segmentos da profissão. É um direito a ser respeitado”, afirma Romeu Neto, conselheiro federal de farmácia pelo Acre.

Romeu não estava sozinho. O apelo foi grande por parte da maioria do plenário. “É importante destacar a todos os farmacêuticos que este Conselho Federal de Farmácia não está parado no tempo. Temos feito de tudo para que essa vacina chegue aos grupos prioritários e isso deve incluir os farmacêuticos, mas acontece que toda essa logística de recebimento e distribuição da vacina é do Ministério da Saúde e secretarias de saúde. Vamos apertar o discurso e os manifestos, mesmo reconhecendo o empenho dos gestores. Os farmacêuticos não estão sozinhos e vamos conseguir, trabalhando juntos, se Deus quiser”, concluiu Romeu Neto.

O Conselho Federal de Farmácia tem atuado em diferentes frentes para garantir a vacinação dos farmacêuticos. Conseguiu por parte do Ministério da Saúde a inclusão dos farmacêuticos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, que cita expressamente a categoria e os demais integrantes das equipes das farmácias. “E os trabalhos estão em todas as partes. O CRF do Acre protocolou comunicação oficial aos órgãos responsáveis pela gestão das vacinas exigindo a imunização dos farmacêuticos e demais equipes dos estabelecimentos de saúde”, explica Romeu Neto.

Para assegurar o cumprimento do plano, o CFF publicou um manifesto pela vacinação de todos e encaminhou ofício aos conselhos regionais de Farmácia pedindo apoio no acompanhamento da vacinação nos estados, considerando as denúncias de que há pessoas furando as filas.

Romeu se coloca a disposição dos farmacêuticos do Acre para mobilizar prefeitos e secretários de saúde. “Estamos aqui, trabalhando diariamente e a cada conquista, é a certeza de que estamos no caminho certo. O momento exige mais respeito aos farmacêuticos que, em todos os segmentos, praticamente 24 horas por dia, estiveram ao lado da população no enfrentamento dessa pandemia. Merecemos ser reconhecidos”, desabafou o conselheiro federal.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up