30 C
Rio Branco
14 abril, 2021 12:16 pm

Vídeo: vendedor ‘xaveca’ esposa de comerciante em Cruzeiro do Sul e marido flagra

POR REDAÇÃO CONTILNET

Uma cena curiosa chamou bastante atenção de moradores da Rua Paraná, próximo ao quartel da PM, em Cruzeiro do Sul na manhã de segunda-feira (4) e foi registrada por câmeras de segurança.

Segundo informações da esposa de um comerciante, um vendedor ambulante entrou em seu estabelecimento para mostrar os produtos que estava vendendo e começou a paquerá-la, mas o esposo dela chegou no momento e pegou o vendedor no flagra.

Ele afirma que ainda foi atrás do homem para tirar satisfação, mas não o encontrou.

“Tem um rapaz que sempre vai lá vender aqueles negócio de mel e bugigangas aí quando os clientes chega ele oferece a mercadoria, quando saem começa a dá em cima da minha mulher, aí eu cheguei da lotérica, e vi ele cheio de gracinha com minha esposa, em seguida eu chamei ele, pedi pra ele se retirar e não fazer isso depois começamos a discutir ele saiu me insultando no meio da rua, eu peguei o carro e fui lá pra dá uma surra mais ele saiu correndo. E eu deixei pra lá”, disse o comerciante ao site Juruá Informativa.

O ambulante disse que tudo isso não passou de um mal entendido. E que o comerciante é que foi grosseiro com ele e o ameaçou. Ainda de acordo com o vendedor, ele precisou fugir pois o marido enciumado estava descontrolado.

“Entrei para fazer uma venda dos produtos que a gente vende para manter a casa terapêutica, e ofereci o produto, quando de repente chegou o comerciante me chamando lá fora, disse que não queria minha permanência lá porque era vagabundo e então eu disse para ele não tomar aquele tipo de atitude que o comércio dele era aberto ao público e que ele não podia falar assim com um trabalhador, eu disse pra ele que ia tomar as providências cabíveis e vim nessa direção do quartel da PM, quando percebi ele meio agitado, já fui tomando precauções imaginei que ia passar com carro em cima de mim, que ele tava dando ré, fez a volta e faltando mais ou menos uns 30 metros em direção ao quartel da polícia ele veio eu já saí correndo procurando abrigo depois ficou falando que ia me pegar depois”, explicou ao Juruá Informativa.

Um boletim de ocorrência foi registrado, e a polícia deve tomar as providências já que a vítima alega ameaças de morte.

VEJA