21 C
Rio Branco
6 maio, 2021 11:25 pm

Bitcoin pode entrar em colapso caso não volte ao preço de US$ 60 mil

Na época da cotação da Coinbase Global Inc. na Nasdaq, o Bitcoin subiu para US$ 64.870, mas depois caiu para US$ 55 mil

POR VALOR INVEST

Em um estudo liderado pelo diretor administrativo do J.P. Morgan Chase & Co, Nikolaos Panigirtzoglou, estrategistas do banco americano chamam atenção para um movimento de preço negativo do bitcoin. As informações foram divulgadas pela agência de notícias Bloomberg.

Isso porque, caso a criptomoeda não consiga ultrapassar a marca de US$ 60 mil novamente, o valor da moeda digital pode entrar em colapso em breve, alertaram os especialistas.

“Nos últimos dias, os mercados futuros de bitcoin experimentaram uma liquidação acentuada de forma semelhante a meados de janeiro, fevereiro e final de novembro do ano passado”, constataram os estrategistas. Eles acrescentaram que “os sinais de momentum decaíram naturalmente daqui por vários meses devido ao seu nível ainda elevado”.

O indicador técnico momentum é utilizado no mercado de cripto para medir as mudanças de preço em um intervalo de tempo específico e entender o momento por trás dos movimentos da moeda.

Ainda de acordo com os estrategistas do J.P. Morgan, nos três casos anteriores, o impulso geral do fluxo de compradores foi forte o suficiente para evitar que o bitcoin tivesse quedas mais acentuadas.

“Se veremos uma repetição desses episódios anteriores na atual situação, ainda não sabemos”, afirmaram. No entanto, segundo os especialistas do banco americano, a probabilidade de acontecer novamente parece menor, visto que a queda do momentum parece mais avançada e, portanto, mais difícil de reverter.

Na visão dos estrategistas, é provável que os traders, incluindo os negociadores de commodities e fundos de criptoativos estejam, em parte, por trás do acúmulo de contratos futuros de bitcoin nas últimas semanas. Além disso, tais compradores também seriam os responsáveis pela recente queda de preço da criptomoeda.

Conforme publicado pela Bloomberg, o bitcoin subiu para US$ 64.870 na época da cotação da Coinbase Global Inc. na Nasdaq, mas depois caiu para US$ 55 mil. Apesar do recuo, a criptomoeda ainda está em alta de cerca de 90% no acumulado do ano.