31.3 C
Rio Branco
18 maio, 2021 12:35 pm

No AC, risco de desabastecimento do kit intubação é registrado em mais de 30% das unidades

Em 66,7% das unidades entrevistadas não há risco iminente dos hospitais ficarem sem os fármacos

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Mesmo com inúmeras notícias compartilhadas nos últimos dias tratando do desabastecimento de medicações do kit intubação no Sistema Único de Saúde (SUS), a pesquisa semanal da Confederação Nacional de Municípios (CNM) – de 12 a 15 de abril – mostrou um cenário diferente no Acre.

De acordo com os dados, em 66,7% das unidades entrevistadas não há risco iminente dos hospitais ficarem sem os fármacos.

Cerca de 33% apontaram que existem riscos de desabastecimento.

No total, 6 unidades responderam o questionamento.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM), a partir do lançamento do “Observatório da Covid-19 nos Municípios do Brasil”, realiza pesquisas diretamente junto aos prefeitos com a periodicidade semanal a fim de acompanhar os temas e os assuntos que mais preocupam os gestores e, assim, seja possível informar a sociedade acerca do que está acontecendo no Brasil em relação ao enfrentamento da pandemia.

As pesquisas são realizadas pela própria CNM, por meio de seu call center, que possui contato com os gestores municipais de todo o país. Dessa forma, os resultados apresentados podem se constituir em um bom cenário da situação em todas as regiões do país.

Para esta quarta edição, foram escolhidos temas que estavam em evidência nesta semana: i. falta de oxigênio nas unidades de saúde; ii. insumos farmacológicos que compõem o “Kit intubação”; iii. recebimento de vacinas e; iv. questões relacionadas à aplicação das vacinas pelos Municípios.

A CNM também analisa as respostas das questões que se repetiram no mesmo grupo de Municípios participantes das pesquisas com o objetivo de ter uma análise comparativa da evolução destas questões ao longo das semanas.