17 C
Rio Branco
7 maio, 2021 10:52 am

Prazer em alta: veja as famosas que investem no mercado de sex toys

Com o segmento erótico despontando no mercado global e a ascensão do sexual wellness, artistas se juntam a marcas e assinam acessórios

POR METRÓPOLES

Com a ascensão dos movimentos de empoderamento e emancipação femininas e bem-estar sexual, celebridades têm se interessado no mercado erótico. Assim, em vez de perfumes e linhas de roupa, nomes de artistas renomados têm aparecido frequentemente assinando vibradores.

Uma das atrizes a investir no segmento foi Dakota Johnson, protagonista da trilogia 50 Tons de Cinza. Investidora e co-diretora criativa da Maude – empresa focada em sexual wellness – desde o ano passado, ela utilizou sua conta no Instagram para anunciar, na última semana, o mais novo vibrador da marca.

“É com muito prazer que apresento a vocês nosso novo e empolgante produto: Drop. Um massageador para o corpo todo que pode ser usado para estimular zonas erógenas – com ou sem parceria. Se eu tenho um na minha bolsa? Sim. Sim, eu tenho”, disse.

Em formato de gota e tamanho discreto, o massageador está disponível nas cores cinza e verde, possui três velocidades de vibração e é resistente à água. No site oficial da Maude o vibrador pode ser adquirido por US$ 45 (cerca de R$ 242,73).

 Além de Dakota, outros nomes do meio artístico lançaram sex toys nos últimos tempos. Gwyneth Paltrow, no comando da Goop, é um dos exemplos mais conhecidos.

Além de produtos como uma vela aromática com cheiro de vagina e um molde para reproduzir um dildo no formato do pênis do parceiro, este ano a atriz lançou o primeiro vibrador da marca, o Double-Sided Wand Vibrator.

Em novembro de 2020, a modelo Cara Delevingne também anunciou parceria com uma empresa de bem-estar sexual.

Com a intenção de colaborar no processo de descoberta do prazer das pessoas, Cara se tornou sócia e consultora da Lora DiCarlo – que produz acessórios hi-tech e chegou a participar de uma das maiores feiras de tecnologia do mundo.

Lily Allen também anunciou um sex toy assinado por ela em 2020. Em outubro, a cantora se juntou à marca britânica Womanizer e lançou o vibrador clitoriano batizado de Liberty. Para incentivar mulheres a se libertarem de tabus, no vídeo de divulgação do produto Lily afirmou: “Eu me masturbo, e você?”.

Por fim, apesar de não ser uma pessoa física, a gigante da comunicação BuzzFeed também se juntou ao mercado erótico. Em novembro do ano passado, a plataforma lançou, em parceria com a Bellesa, o BuzzFeed Air Vibe – brinquedo de estimulação simultânea do clitóris e do ponto G.

Além de ser um serviço para a saúde e bem-estar das mulheres mundo afora, investir em sexual wellness também tem sido vantajoso economicamente. Apenas em 2019, por exemplo, o segmento movimentou R$ 139 bilhões no mercado global.