20.3 C
Rio Branco
24 junho, 2021 1:49 am

Cultura, os saberes e tradições: Casa Ashaninka é inaugurada em Cruzeiro do Sul

POR JURUÁ EM TEMPO

A cultura, os saberes, as tradições e os projetos do povo Asahakinka já têm endereço fixo em Cruzeiro do do Sul, interior do Acre. Nesta quinta-feira, 6, a comunidade da Aldeia Apiwtxa, do Rio Amônia, inaugurou a Casa Ashaninka.

O espaço concentra a sede da Associação Apiwtxa e da Cooperativa Ayõpare, instituições da comunidade Apiwtxa, responsáveis pela gestão de projetos, produção e relação do povo com os órgãos governamentais e não-governamentais. Na ocasião, também foi lançado o site apiwtxa.org.br.

“Estamos nos estruturando para uma relação mais próxima das pessoas, sem perder de vista o formato tradicional Ashaninka. Nosso objetivo não é acumular fortunas, mas o de gerar relações de trocas, com sustentabilidade, respeito à cultura dos povos indígenas, saberes da floresta e preservação da Amazônia”, disse Francisco Pyiãko, coordenador da Organização dos Povos Indígenas do Rio Juruá (Opirj).

O escritório, localizado nas proximidades do centro de Cruzeiro do Sul, é novo ponto de encontro dos povos da floresta com a cidade, ficando aberto para visitação do público em geral. No local, funcionará ainda uma loja com produtos e arte Ashaninka, organizada pela Cooperativa.

“Fico muito feliz por conquistarmos um espaço para trabalhar, mostrar nossa cultura e nossos projetos às pessoas que devem e precisam conhecê-lo. Um local onde nós podemos representar nosso artesanato, vender sementes e trabalhar nos nossos projetos”, salientou a presidente da Cooperativa Ayõpare, Dora Piyãko.

A construção da Casa Ashaninka compõe o projeto Alto Juruá, do Fundo Amazônia, executado pela Associação Apiwtxa em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A finalização da obra contou com o apoio da própria Associação, da organização não-governamental Conservação Internacional Brasil (CI Brasil) e da Osklen.

O presidente da Associação Apiwtxa, Wewito Piyãko, observou que, “muitos políticos dizem que nós somos o atraso. Não, nós somos a mão que ajuda a nossa Amazônia e o nosso povo. Os que contribuem com o planeta e sociedade, pensando e propondo a construção de políticas públicas”.

O evento foi transmitido ao vivo pelo YouTube e Facebook Ashaninka Apiwtxa.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.