26.3 C
Rio Branco
30 julho 2021 1:39 pm

Especialistas explica porque o estímulo do clitóris faz bem para o corpo

O “botãozinho da alegria” vai além do prazer e pode ajudar no resultado de melhoria da pele, mas é preciso estar informado

POR IG

As oito mil terminações nervosas do clitóris vão além de prazer.  Se permitir tocar o próprio corpo deixa as pessoas ainda mais à vontade na hora do sexo, também ajuda na autoconfiança e a conhecer melhor o corpo e os gostos. Além do prazer, o estímulo clitoriano também oferece mais benefícios.

Quando o clitóris é estimulado, o fluxo sanguíneo aumenta, como explicam a dermatologista Laís Leonor, da clínica André Braz, e Lilian Fiorelli, uroginecologista especialista em sexualidade feminina e colaboradora da Plataforma Sexo Sem Dúvida.

“A atividade sexual promove a liberação de hormônios e é capaz de elevar os níveis de estrogênio, testosterona e de outros hormônios ligados ao brilho e à textura da pele. Ocorre também a dilatação superficial dos vasos, deixando a pele com um aspecto mais saudável”, explica Leonor.

A dermatologista ainda conta que o fluxo sanguíneo proporcionado pelo estímulo do clitóris aumenta a oxigenação e nutrientes para os tecidos como o da pele.

“O sistema linfático é ativado também, desintoxicando o organismo e diminuindo a retenção de líquidos”, conta. Isso acontece porque o sexo e a masturbação diminuem o nível de cortisol, que é o hormônio do estresse, melhorando a qualidade de sono que consequentemente reflete no aspecto da pele.

Na hora da masturbação, a dopamina, serotonina e noradrenalina também são liberadas e, quando se chega ao ápice do prazer, a ocitocina também é liberada. Todos esses hormônios são bons para o bem-estar e trazem uma sensação gostosa ao corpo, como explica Fiorelli.

Com esse aumento sanguíneo, a área fica mais sensível e, assim como explica Fiorelli, quanto mais potencializada a atividade na região, maior vai ser a sensibilidade e o potencial orgástico.

“A partir do momento em que você aumenta a circulação sanguínea local, que começa a aumentar essa sua massa, o estímulo do próprio clitóris. Quando começa a jogar esse prazer também para outras regiões do corpo, a pessoa potencializa também o seu repertório sexual”, diz.

Contudo, não é skincare

Em um post do Instagram, uma dermatologista falou sobre como o estímulo do clitóris ajuda no combate a flacidez e na recuperação do pós-parto. Fiorelli ressalta que a estimulação do clitóris é muito boa, sim, para a saúde, mas que não necessariamente ajuda nessa questão.

“Durante a masturbação, você tem aumento de circulação sanguínea local, isso é verdade. Você tem aumento de contração muscular, isso é verdade. Então, você melhora, de alguma forma pequena a flacidez muscular, não é flacidez da pele”, afirma. Ela conta ainda que o estímulo pode eventualmente trazer uma melhor irrigação e vitalidade da região, mas não necessariamente a flacidez.

A masturbação, como explica a uroginecologista, é ótima no pré-gestacional, na gestação e no pós parto e pode, sim, ajudar na recuperação. O processo pode trazer benefício da musculatura pélvica, mas não exclui a necessidade de exercícios específicos para o fortalecimento do assoalho pélvico.

Fica a dica para estimular o clitóris

Não saber como estimular propriamente o clitóris  ainda é algo que acompanha muitas mulheres, mas não é motivo de vergonha. O órgão é sensível e Fiorelli explica que, dependendo do estímulo que é feito, pode-se sentir dor ou prazer. “Por isso que é interessante que você faça esse toque da maneira mais sutil possível.”

Para ajudar na hora da masturbação, a especialista indica o uso de lubrificante na hora de tocar no órgão. “A região do clitóris não é naturalmente lubrificada, mas se estiver excitada e já tiver uma lubrificação vaginal, ótimo, pode usar essa lubrificação para passar no órgão”.

Outra recomendação de Fiorelli é optar por lubrificantes a base de água ou óleo de coco. “Nenhum outro óleo seria interessante. O óleo de coco tem propriedades que não agridem a mucosa vaginal e funciona para a masturbação”, conta. É importante lembrar que o uso do óleo de coco é indicado apenas na hora de se masturbar. No caso de penetração, o óleo pode romper a camisinha.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.