34.3 C
Rio Branco
4 setembro 2021 1:10 pm

Leo Dias detona Anitta: ‘Cantora que fez a tatuagem no ânus, temos que enaltecer’

POR EM OFF

O colunista Leo Dias, do Metrópoles acordou afiado e resolveu disparar polêmicas sobre vários famosos na noite dessa quarta-feira (4). Em entrevista ao jornalista Erlan Bastos no canal EM OFF, no Youtube o comunicador falou sobre diversas famosas. Dentre elas estava seu conhecido desafeto, a cantora Anitta.

Leo Dias resolveu falar da musicista Anitta quando o apresentador do canal EM OFF, relembrou que Ronan Souza, atual noivo da cantora Pocah é também ex-namorado da cantora Anitta: “Coitado não precisa lembrar disso”, começou dizendo o colunista do Metrópoles.

Em seguida, Leo Dias ironizou os internautas que estavam o criticando por se referir a dona do hit “Girl From Rio” como “finada Anitta”: As pessoas estão reclamando que eu chamei finada Anitta, eu quero aqui aproveitar o seu espaço Erlan do seu canal para pedir desculpas eu acho que foi um termo infeliz eu não vou mais usar finada Anitta”, começou dizendo o jornalista.

E continuou: ‘Agora eu vou usar a cantora que fez tatuagem no ânus que é muito mais enobrecedor né? Valoriza a mulher, valoriza a música brasileira a musicalidade brasileira, que mulher não se orgulha de ter feito uma tatuagem no ânus? Que pai não chega para os amigos e fala: minha filha fez tatuagem no ânus”, ironizou o colunista em live.

Leo Dias ainda seguiu enfatizando de forma irônica que a tatuagem intima da cantora edifica, enobrece e enriquece a mulher brasileira: “Temos que enaltecer a Anitta, a moça que fez a tatuagem no ânus”, finalizou o comunicador do metrópoles em entrevista a Erlan Bastos no Youtube.

Entenda a briga entre Leo Dias e Anitta: 

O desafeto entre Anitta e Leo Dias não vem de agora. Tudo começou quando a artista usou suas redes sociais para desmentir uma nota do colunista que dizia que a sua mãe, Miriam Macedo teria se mudado após uma briga entre as duas. Após Anitta desmentir a informação, o jornalista afirmou que iria expor conversas antigas com a cantora que poderiam prejudicar sua carreira:

Para os fãs de Anitta que me atacaram a noite inteira, estou aqui para dizer que ela voltou atrás e, falou sim, que a mãe voltou para Honório Gurgel. Eu tive que voltar a falar com ela, infelizmente. Botar uma realidade na cabeça dela. Se Anitta não falasse a verdade, eu diria outras verdades sobre ela. Ela baixou a bola. Continuem acreditando nesse personagem, porque o que eu descobri, não é nada agradável. Nunca mais vou falar da Anitta. Desejo sorte, sucesso e muito caminho na fé dela. Comece a praticar a fé para o bem”, disse Leo Dias no Instagram na época.

Dias depois, a cantora voltou as suas redes sociais para desabafar com seus seguidores sobre o colunista: “Vim quebrar o meu silêncio sobre uma parada que já me persegue há muito tempo, há muitos anos. Evito dar palco para esse tipo de coisa, mas nesse momento estou achando necessário, porque minha mentalidade mudou. Acho importante expor não só pelo o que está acontecendo, mas também porque estou com a cabeça liberta, mais feliz e mais leve”. 

“Por muitos anos da minha vida eu tive esse medo, desde o dia que eu conheci ele. Muita gente me falou que ele descobria um monte de coisa, como descobriu que a minha mãe foi para o subúrbio e nem eu sabia . Eu vivi muitos anos com esse medo e eu achava que se eu não fosse fonte de informações para ele, não só da minha vida, mas também de qualquer coisa que eu soubesse, ele poderia acabar com a minha carreira. Tive esse medo. Hoje, graças a Deus, com 27 anos eu não tenho mais medo”.

Em um áudio divulgado que seria de Anitta, a cantora teria afirmado que Preta Gil, Pabllo Vittar e Gominho tinham criado um grupo para falar mal dela e também de Marília Mendonça: “Ele vem ameaçando a mim e a minha equipe de vazar conversar minhas com ele, áudios e prints de conversas da gente de quando eu ainda pensava que eu precisava ser fonte deste jornalista pra eu não ter a minha carreira acabada. Eu tinha muito medo. (…) Não quero mais viver esse inferno”. 

“Coisas que eu pensava e que hoje, talvez, nem pense mais. Alguns áudios eu tinha uns 18 ou 19 anos, talvez já tenha mudado de ideia e estou disposta a me desculpar. (…) Estou preparadíssima. Eu prefiro lidar com a turbulência de ter áudios ou prints ou conversas vazadas do que ter medo do que pode acontecer com a minha carreira por isso”.

Fonte: Em Off

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.