26.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 9:47 am

Brasil vence Peru com gols de Everton Ribeiro e Neymar, e completa oito vitórias seguidas nas eliminatórias

Amarelinha marca duas vezes no primeiro tempo, confirma superioridade na Arena de Pernambuco e mantém 100% de aproveitamento; camisa 10 está suspenso contra a Venezuela

POR GLOBO ESPORTE

Última atualização em 09/09/2021 21:50

Resumão

O Brasil venceu o Peru com tranquilidade nesta quinta-feira, fez 2 a 0 na Arena de Pernambuco e completa oito vitórias seguidas nas Eliminatórias da Copa do Mundo 2022. Os gols foram marcados por Everton Ribeiro e Neymar – que tornou-se o maior artilheiro da amarelinha na história da competição. A Seleção de Tite dispara na liderança com 24 pontos.

Como fica

O Brasil soma 24 pontos na liderança e segue com uma vantagem de seis em relação à Argentina, que está em segundo lugar. O Peru, por sua vez, amarga a 7ª posição com oito pontos – cinco atrás da zona de classificação. Confira a tabela completa das eliminatórias.

Próximos jogos

A seleção brasileira visita a Venezuela, no dia 7 de outubro, pela 11ª rodada das Eliminatórias. Enquanto o Peru recebe o Chile, no mesmo dia. Confira a tabela da disputa.

Nova marca

O Brasil chegou a oito vitórias seguidas no início da das eliminatórias pela primeira vez. Mais um recorde estabelecido pela Seleção de Tite. São 100% de aproveitamento em oito partidas até o momento. Dona do melhor ataque – com 19 gols marcados – e da melhor defesa, com apenas dois sofridos.Maior artilheiro do Brasil em Eliminatórias

Neymar marcou o segundo gol da partida, aos 39 minutos do primeiro tempo, e tornou-se o maior artilheiro do Brasil em Eliminatórias. São 12 gols do camisa 10 – superando Zico e Romário. É o 69º de Neymar pela seleção. Ao mesmo tempo, o atacante levou um cartão amarelo e está suspenso contra a Venezuela.

Desabafo de Neymar

Atacante comentou sobre a nova marca com a camisa do Brasil, mas fez um desabafo na saída do campo: “Fico muito contente de ser de ser recordista de artilheiro das eliminatórias, ser o maior assistente com a camisa da seleção brasileira e logo menos, se tudo caminhar bem, passar o Pelé. Estou muito feliz. Não sei mais o que faço com essa camisa para a galera respeitar o Neymar.”

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.