24.3 C
Rio Branco
15 outubro 2021 7:31 am

Influencer se recusa a ter relações com homem e sofre agressão

Digital influencer relatou ter sido ignorada pela polícia

POR EM OFF, IG

Última atualização em 28/09/2021 10:55

Famosa por mostrar sua rotina sem filtros e viagens pelo país, Acreana deixou os fãs preocupados ao surgir chorando e com o nariz machucado, em suas redes sociais. A digital influencer foi alvo de agressão física e tentativa de abuso sexual após se recusar a se relacionar sexualmente com um homem, em São Paulo.

Em estado de choque, a famosa que um dia já foi mais próxima da cantora Romagaga, relatou que procurou a polícia para relatar a agressão e tentativa de abuso sexual, mas que teria sido ignorada pelos agentes que estavam de plantão. O agressor não ainda não foi identificado, e não há informações se a polícia está apurando a ocorrência.

“Hoje passei por uma coisa aqui em São Paulo que nunca passei na minha vida. Cara queria me obrigar a ficar com ele e eu não queria. E eu vim no posto da polícia e a polícia não fez nada. O cara me bateu, porque não queria ficar com ele e me bateu, eu falei que não ia ficar”, relatou a famosa, aos prantos.

Acreana disse ter pedido ajuda a um proprietário de uma padaria, mas que teria sido expulsa do local, onde acabou sendo agredida. “Eu nunca tinha passado por isso na minha vida, eu pedia socorro. Pedi ajuda ali naquela padaria e o homem preferiu me expulsar da padaria e deixar apanhar na frente dele do que me ajudar”.

As pessoas aqui em São Paulo, não todo mundo, mas são cada um por si. Eu nunca passei isso na minha vida! Ele deu murros no meu rosto, ele me puxou e falou ‘você vai ficar comigo’ e eu ‘não vou’. Eu pedi ajuda o homem da padaria e ele ‘não, não, sai daqui’. Ninguém fez nada. Quando eu saí o homem começou a me esmurrar”, contou.

Acreana também relatou como foi recebida na delegacia ao tentar registrar Boletim de Ocorrência. “O policial não deu confiança, eu precisei usar o meu Instagram, infelizmente, pra mostrar que tenho influência. Eu não gosto de usar isso [pra obter privilégios], mas aí o policial já mudou comigo e começou a me tratar bem. Eu apanhei no centro de São Paulo e não desejo isso pra ninguém”, desabafou.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!