34.3 C
Rio Branco
21 outubro 2021 2:22 pm

Doença impede mulher de beijar e transar com o marido há quatro anos

Contudo, Wynona Fenech revela que o casal conseguiu contornar o problema

POR METRÓPOLES

Última atualização em 01/10/2021 15:40

O nascimento da filha significou o fim da vida sexual para um casal de Melbourne, na Austrália. Em um programa de televisão, Wynona Fenech, 28 anos, revelou que desde o nascimento da filha, em 2017, ela e seu marido foram forçados a adotar o celibato no casamento.

Wynona foi diagnosticada com endometriose – quando o tecido que geralmente reveste o útero cresce fora dele – aos 17 anos e desde então lida com o problema de saúde que pode causar muitas dores.

A situação da gerente de RH piorou após o nascimento de sua filha, em 2017, quando o sexo se tornou, ao invés de ser prazeroso, doloroso. Segundo Wynona, sua vagina parecia pegar fogo, além de ter cólicas durante o ato. “Era simplesmente tão sensível que qualquer tipo de excitação por minuto era muito doloroso”, revelou a mulher.

Leia mais em METRÓPOLES, clique AQUI!

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!