24.3 C
Rio Branco
10 janeiro 2022 9:20 am

Participantes pagam até R$ 60 mil para adms no BB22. Saiba detalhes

Coluna foi atrás das equipes que cuidam das redes sociais dos pipocas e camarotes e descobriu como funcionam as contratações

POR METRÓPOLES

Última atualização em 10/01/2022 09:20

Se engana quem pensa que a maratona enfrentada pelos brothers acaba quando a porta da casa mais vigiada do Brasil se fecha. Do lado de cá, os confinados deixam um esquadrão preparado para catapultar suas redes sociais e a Coluna LeoDias te conta agora quanto vale o show.

Os já conhecidos pelo público “adms”, pessoas responsáveis por administrar os perfis do Twitter dos participantes, cobram, em média, R$ 2 mil mensais para gerenciar a rede do passarinho azul.

Se o artista ou anônimo preferir montar uma equipe mais completa com publicitários, jornalistas, designers e editores de vídeo esse valor fica um pouco mais “salgado” e pode chegar em até R$ 20 mil mensais. Ou seja, são R$ 60 mil para quem ficar até o final do programa.

Dentro desse pacote estão inclusos uma equipe disponível 24 horas, edição de textos e vídeos, produção de conteúdo em tempo real e, claro, gestão de crise.

Naiara Azevedo e Arthur Aguiar, ambos confirmados por esta coluna, são alguns brothers que já montaram seu exército para bombar as redes sociais durante o confinamento, que começa dia 17/1.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.