29.3 C
Rio Branco
1 julho 2022 11:32 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Psicóloga usa a fotografia para combater preconceito contra pessoas com vitiligo

Carolina Sequeira utiliza as fotos e posts nas redes sociais para incentivar o diálogo sobre Vitiligo

POR G1

Compartilhando fotos da rotina, falando sobre preconceito e inclusão social, a psicóloga amazonense Carolina Sequeira faz ensaios fotográficos e usa as redes sociais para dialogar sobre o preconceito contra portadores de vitiligo. O tema voltou à tona nas redes sociais após a designer de unhas Natália Deodato, que é portadora da doença, entrar no Big Brother Brasil, na última segunda-feira (17).

No Amazonas, a campanha #Nãomeafeta reúne ensaios fotográficos que incentivam o debate sobre a doença desde 2017. Naquele ano, a campanha surgiu após uma página de memes nas redes sociais fazer uma postagem preconceituosa sobre uma pessoa com vitiligo. A partir da campanha, todas as fotos sobre o assunto são sinalizadas com a hashtag.

“É uma campanha muito importante para tratar sobre o tema. Muitas pessoas têm medo de falar, de encostar, de lidar com uma pessoa com vitiligo. São preconceitos. Estamos aqui pra mostrar que temos que estar incluídos”, disse Carolina.

Vitiligo é uma doença não contagiosa, que atinge cerca de 1% da população mundial e mais de 1 milhão de brasileiros, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

“É um tema extremamente necessário e é através das redes sociais que a gente chega em uma população de A a Z falando sobre esse assunto, mas dando voz a muitas outras pessoas”, disse.

Campanha foi criada em 2017. — Foto: Bruno Lopes
Campanha foi criada em 2017. — Foto: Bruno Lopes

Todos os anos a campanha #Nãomeafeta acontece durante o mês de junho, quando se celebra o Dia Mundial do Vitiligo. Porém, com a alta busca pelo assunto, Carolina resolveu fazer uma prévia na sessão de fotos deste ano, que serão realizadas no próximo sábado (22). Todas as imagens são feitas pelo fotografo amazonense Bruno Lopes.

” Resolvemos antecipar as fotos nesse ano por conta da grande movimentação nas redes sociais acerca do assunto recentemente. É um momento oportuno em que a sociedade está olhando para o tema, para a gente chacoalhar mais e falar sobre isso”, disse.

 

Em 2018, a campanha alcançou a participação de pessoas de outros estados, como Victor Macedo e Akin Cavalcante, modelos com vitiligo que fazem sucesso nas redes sociais.

A campanha fez tanto sucesso que inseriu Victor Macedo em outros ensaios fotográficos. Já Akin Cavalcante esteve presente em clipes de cantoras como Anitta e Preta Gil.

Confira as fotos:

Akin Cavalcante e Victor Macedo em fotos da campanha. — Foto: Bruno Lopes
Akin Cavalcante e Victor Macedo em fotos da campanha. — Foto: Bruno Lop

Vitiligo é uma doença não contagiosa, que atinge cerca de 1% da população mundial e mais de 1 milhão de brasileiros, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). — Foto: Bruno Lopes
Vitiligo é uma doença não contagiosa, que atinge cerca de 1% da população mundial e mais de 1 milhão de brasileiros, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). — Foto: Bruno Lopes

Campanha #nãomeafeta movimenta as redes sociais — Foto: Bruno Lopes
Campanha #nãomeafeta movimenta as redes sociais — Foto: Bruno Lopes
Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.