20.3 C
Rio Branco
28 maio 2022 5:38 am

Criador do Orkut reativa site e promete novidades ‘em breve’

Programador turco que desenvolveu plataforma diz que ‘está construindo algo novo’ em endereço original. Rede social, que deixou de existir em 2014, foi a mais popular entre brasileiros nos anos 2000

POR NEXO JORNAL

Última atualização em 27/04/2022 15:32

O Orkut, rede social mais popular do Brasil nos anos 2000, pode voltar a existir de alguma forma. O site orkut.com foi reativado e traz uma mensagem, assinada pelo programador turco Orkut Büyükkökten, criador da rede original. “Eu sou uma pessoa otimista. Acredito no poder da conexão para mudar o mundo”, diz o texto, publicado em inglês e português. “É por isso que eu trouxe o orkut.com para tantos de vocês ao redor do mundo. E é por isso que estou construindo algo novo. Vejo você em breve!”.

Ao mesmo tempo em que o site do Orkut foi reativado com a mensagem, a rede social Hello, lançada por Büyükkökten em 2016, foi desativada. “Estamos pausando as operações do hello enquanto preparamos algo ainda melhor”, diz mensagem estampada na plataforma.

Lançado em 2004, o Orkut chegou a ter 30 milhões de usuários ativos somente no Brasil, o que representa uma parcela considerável da população do país com acesso à internet na época. Os brasileiros eram os principais usuários da plataforma, que se popularizou principalmente no país e na Índia. O site funcionava como um misto de página pessoal – similar aos feeds do Facebook e do Instagram – e uma estrutura de fóruns, as comunidades, onde pessoas com interesses comuns se reuniam. O Google, que comprou a rede social em 2008, anunciou o fim oficial do Orkut em 2014 por questões estratégicas de mercado.

O Nexo fez uma consulta no banco de dados da Organização Mundial da Propriedade Industrial. Há 21 variações da marca registrada “Orkut” ativas, todas em nome do Google. O Nexo tentou entrar em contato com o Google Brasil, mas não obteve resposta. Sabe-se que o endereço do site orkut.com foi devolvido a Büyükkökten após o fechamento da rede social.

Dois anos depois do fim do Orkut, Büyükkökten inaugurou a Hello, uma tentativa de trazer de volta a antiga plataforma, mas que nunca deslanchou, tendo apenas 1 milhão de usuários globalmente.

Na mensagem em que diz que “está preparando algo novo”, Büyükkökten também fala de questões de privacidade e da polarização nas redes. “Nossas ferramentas online devem nos servir, não nos dividir. Elas devem proteger nossos dados, não vendê-los. Elas devem nos dar esperança, não medo e ansiedade. A melhor rede social é aquela que enriquece sua vida, mas não a manipula.”

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.958 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.