29.3 C
Rio Branco
11 maio 2022 4:24 pm

Atriz de ‘Doutor Estranho’ e marido são condenados por abuso sexual infantil

Zara Phythian e Victor Marke assediaram e abusaram sexualmente de uma menina. Marke também abusou de outra vítima por conta própria

POR G1

Última atualização em 11/05/2022 16:24

Victor Marke e Zara Phythian se casaram em 2015 — Foto: Zara Phythian/Instagram
Victor Marke e Zara Phythian se casaram em 2015 — Foto: Zara Phythian/Instagram

Uma atriz de cinema e seu marido, instrutor de artes marciais, foram condenados por cometerem crimes sexuais contra crianças.

Zara Phythian, de 37 anos — que apareceu em “Doutor Estranho” (2016) com o ator Benedict Cumberbatch — assediou e abusou sexualmente de uma garota junto com seu marido, Victor Marke, de 59 anos.

Marke também abusou sexualmente de outra garota por conta própria.

Phythian foi considerada culpada de 14 crimes sexuais, enquanto seu marido foi considerado culpado de 18 crimes.

O casal se conheceu quando ele era seu instrutor de artes marciais, e ela passou a ter uma carreira de sucesso como dublê e atriz.

Marke admitiu em seu depoimento ter feito sexo com uma das garotas, mas alegou que ela tinha 18 anos na época.

A promotoria disse que ele se envolveu em vários casos de “sexo a três” com a menina e Phythian, a partir de quando a menina tinha 13 anos.

No entanto, Marke afirmou que fez sexo com uma das vítimas em apenas uma ocasião e disse que Phythian não estava envolvida.

Quando Phythian prestou depoimento, ela negou qualquer tipo de atividade sexual com a garota.

Falando após os veredictos, a promotora Nicole Hepburn disse que o casal foi “exposto como mentirosos”.

Marke e Phythian estavam em um relacionamento quando abusaram da garota e se casaram em 2015. Ela foi julgada sob seu nome de casada Zara Marke.

Victor Marke foi considerado culpado de quatro acusações de agressão indecente a uma criança, em relação a uma menina de 15 anos que ele abusou entre 2002 e 2003 e 14 acusações de atividade sexual com um menor de idade, em relação a uma menina que ele e Phythian abusaram entre 2005 e 2008, quando a vítima tinha entre 13 e 15 anos.

Zara Phythian foi considerada culpada de 14 acusações de atividade sexual com uma criança, em relação a uma menina que ela e Marke abusaram entre 2005 e 2008, quando a vítima tinha entre 13 e 15 anos.

O casal estava em liberdade sob fiança durante todo o julgamento, mas o juiz Mark Watson os manteve sob custódia após os veredictos e disse que divulgará suas sentenças em 16 de maio.

As meninas, que agora são adultas, denunciaram o abuso à polícia muitos anos depois do ocorrido. A promotora Nicole Hepburn incentivou que outros façam o mesmo.

“Esse abuso pode ter ocorrido há alguns anos, mas isso não o torna menos grave e nem é uma barreira para que seja feita justiça”, disse ela.

“Encorajo qualquer um que tenha sido abusado no passado a se apresentar sabendo que seu caso será levado a sério.”

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.847 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.