21.3 C
Rio Branco
27 maio 2022 11:14 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Blog do Ton: Mailza fez do PP um dos maiores partidos do AC e merece paz, respeito e ter voz ouvida

O Blog do Ton é assinado pelo jornalista Ton Lindoso, editor-chefe do ContilNet, e traz os bastidores da política acreana, comunicação e sociedade

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 28/04/2022 19:49

Última atualização em 06/05/2022 09:38

Raramente um suplente de senador consegue imprimir sua identidade em um mandato. Na grande parte das vezes, o titular é sempre lembrado – em tom de saudade. Mailza Gomes não somente conseguiu a proeza, como assumiu o Progressistas e fez desse partido um dos protagonistas no estado.

Fez as duas maiores cidades acreanas nas Eleições 2020, a maior bancada da Aleac, vereadores por todo o Acre e é um dos esteios do Governo Cameli. Isso sem contar que sua atuação a chancelou como líder da bancada progressista no Senado. Como recompensa por todo trabalho realizado, recebe ingratidão, fogo amigo, é alvo de discussões indiscutíveis e vê seu nome constantemente sendo alvo de fatos políticos criados para atender interesses de terceiros.

Pacificadora, influente e articulada, o mínimo que Mailza merece é respeito. Se quiser ser senadora por mais oito anos, tem esse direito e ninguém pode retirá-la desse lugar a não ser a própria. Nos bastidores, não há quem não diga que Mailza transborda elegância ao representar o Acre nas discussões e lugares que se propõe.

Defendo que o melhor caminho para o grupo de Gladson ir para as urnas é unido, mas desejo um final feliz para a senadora nesse imbróglio. É o mínimo que ela merece. O único defeito de Mailza, nessa história toda – e parafraseando meu colega Crica – foi apostar no que não existe: lealdade na política. Que esse silêncio de Mailza se converta em vontade que seja merecidamente respeitada.

8,4 mil

Esse é o número de pessoas atendidas pela Justiça Eleitoral atendidas no mutirão de regularização de títulos. Um número que coloca dois deputados estaduais no jogo.

Gladson e Bittar

Conversas de bastidores dão conta de que uma conversa entre Gladson Cameli e Marcio Bittar colocou fim a qualquer questão irresoluta. Um racha entre essa dupla é interesse de muita gente.

Jenilson e Jorge

Jenilson Leite quer, sim, contar com o apoio de Jorge Viana. Mas disse ao ContilNet que é uma aliança que não pode vir de cima para baixo. Quer conversar aqui, do jeito que tem que ser.

Viagra

O deputado Leo de Brito (PT-AC) quer convocação de ministros para explicar a aquisição de viagras na Defesa. “Tudo isso precisa ser explicado”. Também quero entender.

Pandemia

É muito bom viver uma retomada pós-pandemia, mas é importante deixar sempre claro que o vírus continua sendo uma ameaça. Os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave voltam a crescer em todo o país, inclusive no Acre, conforme dados divulgados pela Agência Brasil. Todo cuidado é pouco.

MPAC

O Ministério Público do Acre ficou em terceiro lugar no 13º Prêmio CIEE Melhores Programas de Estágio. Parabéns. Com o tema “2021 um ano de desafios e superação”, a edição deste ano foi virtual e contou com a avaliação de 6,6 mil estagiários provenientes de 275 organizações de todo País.

Segundo turno

Caso os cenários não mudem e o número de candidatos não sofra alteração – para menos – as chances de um segundo turno são cada vez maiores.

Segundo turno²

Ainda assim, tem gente que prefere alimentar na cabeça de uns que já está ganho. Qual o benefício disso?

Sinjac

O Sinjac, sindicato dos jornalistas acreanos, firmou mais uma parceria para realização do Campeonato da Imprensa: a AABB é a mais nova parceira. O meu colega, jornalista Luiz Cordeiro, tem feito um excelente trabalho à frente da instituição, junto de sua diretoria.

Faixa azul

Com tanta coisa para debater, fico pensando como nascem essas discussões sobre faixas azuis em Rio Branco – e se alguém realmente acha que isso leva a algum lugar. Não me recordo de isso ser alvo de polêmicas quando eram vermelhas, e aqui não estou fazendo nenhuma alusão política.

Faixa azul²

O que me parece é que os maiores desafios de Bocalom não são enfrentar a pandemia, reformar as ruas e dar dignidade às pessoas, como prometeu em sua campanha. Seu maior desafio tem sido ser criticado até quando pinta uma faixa para pedestres. E sabe qual a impressão que tenho? Se não pintasse, seria criticado também.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.