23.3 C
Rio Branco
4 julho 2022 9:35 am

Sesacre pede que pessoas não maltratem macacos, após identificação de 1º caso suspeito da varíola

Chefe da Vigilância do Estado explica que macacos não são responsáveis pela transmissão direta e não devem ser maltratados.

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 15/06/2022 15:01

Foi um consenso da comunidade científica no Brasil, a nova denominação da varíola transmitida por animais como monkaypox. O nome popular associava a doença aos macacos e de acordo com o chefe do departamento de Vigilância em Saúde do Acre, Gabriel Mesquista, esses animais não são responsáveis pela transmissão direta, não são reservatórios da doença e não devem ser maltratados ou mortos.

SAIBA MAIS: VÍDEO: Sesacre dá detalhes do primeiro caso suspeito de varíola do macaco no Estado; confira

“É uma doença de transmissão muito baixa e é necessário um contato muito próximo com a pessoa infectada, um toque na pele diretamente com as secreções dos ferimentos ou secreções orais”, lembrou Gabriel.

Gabriel Mesquita enfatizou que os macacos não devem ser estigmatizados. “Os animais não devem sofrer. O nome varíola dos macacos ficou conhecido popularmente, mas não é correto. O vírus foi detectado inicialmente em macacos que foram exportados da África para a Dinamarca e a doença foi verificada e identificada neles como um poxvírus. Porém, se sabe que não são somente macacos que adquirem a doença”, explicou.

Os cuidados que devem ser tomados para evitar a contaminação com o vírus monkaypox estão relacionados à higiene, de acordo com Gabriel. “Evitar contato com pessoas de outros países onde a doença está havendo a circulação comunitária da doença. Se tiver contato, procure atendimento médico para que sejam feitas as coletas necessárias. O uso da máscara ajuda bastante”, finalizou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.119 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.