33.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 4:07 pm

Caso Ivete Sangalo: entenda a relação entre baixa libido e menopausa

Diversos fatores podem ser responsáveis pelo baixo desejo sexual. A cantora falou sobre como lidou com a menopausa

POR METRÓPOLES

Última atualização em 22/07/2022 16:33

A cantora Ivete Sangalo completou 50 anos este ano e segue com a energia vital de muita gente de 20 anos. A artista, que não tem ressalvas quando o assunto é sexo, falou abertamente sobre ter entrado na menopausa e sua relação com a libido.

Veveta está prestes a estrear um programa dominical na TV Globo e em entrevista ao jornal Extra, declarou: “Eu tenho os meus artifícios e argumentos. Os prazeres têm que ser buscados. Existem várias maneiras de tratar isso e até de respeitar quando o seu corpo dá negativas”. Ela ainda reforçou a importância de cuidar primeiramente do próprio bem-estar: “Eu sou completamente honesta com isso. Não posso fazer bem a ninguém se eu não fizer bem primeiro a mim mesma. Cada ano da nossa vida terá um desafio e eu acho maravilhoso estar viva para encará-los”, revelou.

O assunto libido está sempre em alta na Coluna, inclusive esta semana falamos sobre medicamentos que podem ter como efeito colateral a diminuição do desejo sexual. E assim como alguns remédios, a alteração hormonal também influencia na questão. Esse é o caso da menopausa.

Libido e menopausa

A falta de lubrificação é um sinal claro da diminuição da libido. E um fator apontado pelos especialistas é que essa queda gira em torno de questões hormonais – exatamente o que ocorre no período da menopausa.

A falta de lubrificação pode ser fisiológica e decorrer de alterações que acontecem com todo mundo ao longo da vida. Por isso, nesse caso, é preciso identificar quais hormônios estão em queda ou em alta para tratar o problema com assertividade.

Queda do desejo sexual

Além da menopausa, outros fatores podem ser responsáveis pela queda na libido. Para manter o desejo equilibrado, primeiramente é preciso verificar o que está causando a baixa na vontade de fazer sexo e, então, procurar melhorar o tempo dedicado ao par.

Outra sugestão é procurar um especialista para medir os níveis de hormônios e investigar outras possíveis causas.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.