33.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 3:18 pm

Luísa Mell vai parar na Justiça após roubar ingresso do Lollapalooza

Ativista violou correspondência de vizinho e se negou a pagar valor do ingresso

POR EM OFF, IG

Última atualização em 22/07/2022 16:47

Mais uma polêmica envolvendo a apresentadora, influenciadora e ativista Luísa Mell. Ela foi processada por um vizinho após se apropriar da correspondência de um vizinho que continha um ingresso para o festival de música Lollapalooza. O item era avaliado em mais de R$ 1 mil. A famosa se recusou a pagar pelo ingresso e ainda agiu de maneira grosseira com o vizinho.

As informações são do jornalista Gabriel Perline, do IG. De acordo com o jornalista, quem está processando a ativista é o engenheiro Pedro Pradanos Zarzosa. Em 2019, ele resolveu presentear a filha com um ingresso para o festival no valor de R$ 1.165,00. O evento estava marcado para março de 2020, mas com o início da pandemia de Covid-19, a organização transferiu o festival para março de 2022.

Em outubro de 2020, no entanto, Pedro e sua família se mudaram para um outro apartamento, localizado num prédio na mesma rua em que viviam, a apenas 250 metros de distância. Desse modo, quem passou a viver na antiga residência do engenheiro foi a apresentadora Luisa Mell. Pedro, no entanto, continuou frequentando o antigo prédio.

O engenheiro combinou com o antigo condomínio de passar pelo endereço para fazer a retirarada de correspondências que chegassem em seu nome. No processo, ainda segundo o jornalista, Pedro diz que até mesmo o zelador do local, identificado como Josemir, frequentemente se dirigia até sua nova residência para entregar envelopes e pacotes direcionados ao antigo endereço.

A situação com Luísa Mell começou a se desenrolar este ano. Segundo Pedro, a organização do Lollapalooza enviou um e-mail notificando a entrega do ingresso. O engenheiro se dirigiu diversas vezes ao antigo prédio para tentar retirar o envelope, mas era sempre informado de que não havia nenhuma encomenda em seu nome. Desconfiada, a família resolveu investigar.

Assim, em 23 de março, dois dias antes do início do festival, a filha do engenheiro entrou em contato com a organização do Lollapalooza cobrando informações do ingresso. Surpreendentemente, ela recebeu um comprovante de entrega, assinado por Josemir Santos, zelador de seu antigo condomínio, comprovando a entrega da correspondência.

Colocado contra a parede, o zelador confessou a Pedro que entregou o item para a nova moradora – Luísa Mell, no caso – do apartamento por engano. Segundo o processo, Pedro tentou um contato com a ativista para tentar resolver a situação, mas a famosa parecia fugir das investidas do engenheiro. Um dia, porém, ela finalmente o atendeu.

A apresentadora confessou ter aberto a correspondência e jogado todo o conteúdo no lixo, areditando se tratar de uma propaganda. De acordo com Perline, ciente do erro, Luisa Mell ofereceu metade do valordo ingresso, cerca de R$ 500, para acabar com a confusão. O engenheiro recusou. A ativista, então, passou a tratar o vizinho com grosserias, segundo consta o processo, e chegou a bater o telefone na cara dele.

No mesmo dia, Pedro recebeu um telefonema de Gilberto Zaborowsky, ex-marido de Luisa Mell. O empresário se propôs a pagar o valor integral, mediante a assinatura de um recibo. O engenheiro aceitou a proposta, mas ao receber o documento, viu que nele constavam informações imprecisas e mentirosas, como, por exemplo, a de que o valor já estava em sua conta no momento da assinatura.

A partir de então, Gilberto também passou a agir de maneira grosseira com o engenheiro, passando, inclusive, a culpar o engenheiro pelo erro de Luisa Mell. O empresário teria dito ainda que o valor que iria depositar a ele seria uma doação, e não um ressarcimento pelo fato de sua ex-mulher ter violado e se apropriado do ingresso do Lollapalooza que não estava em seu nome.

De acordo com o colunista, até agora o valor referente ao ingresso violado não foi pago por Luísa ou Gilberto. Em 22 de junho, o engenheiro protocolou uma ação contra a ativista e influenciadora pela apropriação indevida de um item pessoal, violação de correspondência e também por se recusar a devolver o valor do ingresso para o festival.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.