14 de junho de 2024

Com novo presidente, Progressistas define o vice de Alysson e quem irá comandar candidatura

Veja detalhes na coluna Pimenta no Reino, do jornalista Matheus Mello

Uma reunião a portas fechadas entre o governador Gladson Cameli, a deputada federal Socorro, o secretário Aberson Carvalho e o pré-candidato Alysson Bestene, em Brasília, teria finalmente colocado um ponto final nas especulações sobre a candidatura do Progressistas nas eleições municipais deste ano na capital. Uma fonte do partido disse à coluna que Gladson deverá anunciar nos próximos dias que a candidatura de Alysson segue intacta, mesmo com os boatos de ter sido rifada dentro do Progressistas.

Nome na mesa

Além disso, o quarteto ainda sinalizou que o atual presidente da Fundação Elias Mansour, Minoru Kinpara, poderá ocupar o cargo de vice-prefeito na chapa de Alysson. O ex-reitor da Universidade Federal do Acre já havia sido escolhido para elaborar o plano de Governo da candidatura de Bestene.

Minoru Kinpara e Gladson Cameli | Foto Juan Diaz/ContilNet

O cara

A reunião ainda serviu para definir que Aberson Carvalho, atual secretário de Educação e vice-presidente do Progressistas em Rio Branco, vai comandar a Executiva Municipal, no lugar da deputada Socorro Neri, que deixou o cargo.

Articulador

Aberson ainda deve comandar a campanha de Alysson. Foi um acerto e tanto da cúpula do partido. O secretário é um articulador nato e vai dar o sangue para emplacar o nome de Alysson no jogo.

Alysson Bestene e Aberson Carvalho/Foto: Reprodução

Protagonista

É mais que natural que o Progressistas mantenha a candidatura de Alysson. É o partido com o maior número de prefeituras no interior. Pegaria feio entrar na disputa da capital como coadjuvante. É um partido que tem cacife para ir para as cabeças, como protagonista.

Enquanto isso no Boi Cagão …

Após a confirmação da candidatura de Alysson, na sua festa de aniversário, na fazenda do Boi Cagão, o senador Sérgio Petecão deixou claro que não vai mudar de palavra e vai seguir na aliança com o MDB e na candidatura de Marcus Alexandre.

Pela segunda vez

O caminho agora está livre para que o PSD indique o nome de vice na chapa. Sendo assim, Marfisa Galvão está cada vez mais próxima de ser candidata a vice-prefeita pela segunda vez consecutiva.

Mais claro que isso?

Cada vez mais claro os caminhos das eleições em Rio Branco. Serão 4 candidatos: Marcus Alexandre, que diz ter 9 partidos aliados, Tião Bocalom, que até o momento tem apenas um partido aliado (o União Brasil), Alysson Bestene, com pelo menos 6 partidos do lado e Emerson Jarude, com a chapa puro sangue do NOVO.

Segue o mistério

Inclusive, Jarude segue sendo a maior incógnita dessas eleições. Até agora, o eleitor não teve indícios nenhum de qual será o nome escolhido para ser seu vice, e o partido ainda não conseguiu anunciar nenhuma sigla que poderá compor a coligação que disputará a Prefeitura de Rio Branco. Segue o mistério.

Com esse caminho sendo trilhado, a coluna faz as seguintes perguntas em relação aos parlamentares e as alianças firmadas em prol das candidaturas a prefeito de Rio Branco.

– Como ficará a deputada estadual Michelle Melo nisso tudo? Ela faz parte do PDT, partido que vai estar na chapa de Alysson Bestene. Ex-líder do governo, ela faz parte da oposição de Gladson e já andou flertando com Marcus Alexandre.
– O deputado federal Coronel Ulysses vai seguir apoiando o governador Gladson Cameli mesmo com o partido dele, o União Brasil, participando da chapa de apoio a reeleição do prefeito Tião Bocalom?
– O mesmo serve para o senador Alan Rick. Vai correr o risco de ser expulso do partido por infidelidade partidária se apoiar Alysson Bestene?
– O deputado estadual e atual vice-líder de Gladson na Aleac, Eduardo Ribeiro, vai contrariar o seu partido, o PSD, e continuar apoiando Alysson Bestene ao invés de Marcus Alexandre, como Sérgio Petecão ordenou?

Próximos capítulos

Todos os nomes citados podem ser expulsos por infidelidade partidária e até perder seus mandatos se optarem por seguir um caminho diferente do que os partidos ordenaram. Veremos nos próximos capítulos.

Promessas e mais promessas …

O prazo final para que eles tomem essas decisões é em agosto deste ano, com a realização das convenções partidárias. Até lá, tudo são promessas que facilmente podem ser quebradas.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost