24 de maio de 2024

Policial que matou jovem na Expoacre pode receber pena de até 50 anos de prisão, diz advogada

Na audiência, a advogada relatou que serão ouvidas 8 testemunhas de defesa e 8 de acusação

A audiência de instrução do policial penal Raimundo Nonato Veloso da Silva Neto, acusado de matar Wesley Santos durante a última noite da Expoacre 2023, acontece na manhã desta quarta-feira (3), na 1ª Vara do Tribunal do Júri no Fórum Criminal, em Rio Branco.

Ao ac24horas, a advogada da família declarou que o réu poderá ser condenado a uma pena mínima de até 50 anos de prisão por homicídio por motivo fútil contra Wesley e por tentativa de homicídio contra sua então namorada, Rita de Cássia.

Raimundo Nonato será ouvido nesta quarta-feira/Foto: Reprodução

Segundo a advogada, o policial penal poderá ser pronunciado pelo Júri Popular na audiência de instrução. “Com base na apuração das provas, esperamos que ele seja pronunciado pelo júri. A família deseja que ele seja condenado e pronunciado ao Tribunal do Júri. Buscamos justiça e acreditamos que ele possa receber no mínimo 50 anos de prisão em caso de condenação. Uma pena mais severa poderia chegar a 60 anos”, disse ao ac24horas.

Na audiência, a advogada relatou que serão ouvidas 8 testemunhas de defesa e 8 de acusação, além da apresentação de vídeos que comprovam a materialidade do crime.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost