17 de junho de 2024

Pablo Picasso ganha acervo digital com obras, fotografias e documentos raros

Museu parisiense dedicado ao pintor espanhol vai disponibilizar relíquias nunca antes exibidas ao público e inaugurará novo centro de estudos em 2025

Dezenas de milhares de fotos, obras de arte e diversas relíquias de Pablo Picasso estão agora ao acesso de um clique no mundo todo. O Museu Picasso de Paris lançou ontem um portal digital gratuito que oferece acesso ao acervo da instituição. É a primeira fase de um projeto que contará ainda com um centro de estudos destinado a pesquisadores e artistas residentes, a ser inaugurado em 2025 em Paris, próximo da sede do museu.

Picasso pinta ‘Guernica’: com 3,49 por 7,77 metros, tela virou símbolo da resistência à ditadura franquista — Foto: Divulgação

O acervo online disponibilizará peças que nunca estiveram disponíveis ao público. Além de pinturas e esculturas, foram digitalizados desenhos, estampas e livros ilustrados, objetos em três dimensões, além de 19 mil fotografias e cerca de 20 mil documentos escritos.

De acordo com o site do museu, o longo processo de digitalização levou anos para ser completado e foi realizado com “tecnologia de ponta” e em “condições técnicas complexas”. Disponibilizar as obras pelo portal “permitirá a pesquisadores do mundo inteiro trabalhar as obras e arquivos do museu”, informou a instituição em seu site.

Já a criação do Centro de Estudos Picasso deve abranger diversos museus da França e do exterior, como o Museu do Louvre do Museu d’ Orsay, assim como o MoMA e o Metropolitan Museum of Art. O objetivo é renovar as pesquisas das equipes de conservação que trabalham na obra do pintor espanhol, nascido em 1881 e morto em 1973. Em 1992, sua família confiou seus arquivos ao Estado francês.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost