Possível impeachment de Dilma não afetará reeleição de Marcus Alexandre, diz Artêmio Costa

Sem contaminação

Nada do que está acontecendo com o PT nacional deverá afetar na reeleição do prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), mesmo tendo sido ele o “menino” de Lula e Dilma em sua primeira eleição. Pelo menos é assim que pensa o presidente da Câmara de Rio Branco, vereador Artêmio Costa (PSB). Se está certo, só o tempo dirá.

Prefeito sereno

Ainda segundo o vereador Artêmio Costa, que ajuda Marcus Alexandre há dois anos, amenizando um ou outro ataque de vereadores da oposição, o prefeito “tem se mostrado sereno e com foco na cidade de Rio Branco”. Ou seja: não quer conversa com essas coisas ruins do PT.

Alan pop star

Alan Rick (PRB), deputado federal cujo voto viralizou nas redes sociais por ter sido pelo impeachment, e por isso mesmo aumentou nível na lista de pop star do Acre, falou agora há pouco à coluna que ainda não decidiu como será seu futuro em relação à Frente Popular. “Ainda não pensei nisso”, afirmou.

Consciência tranquila

Mesmo atacado por guaipecas do governador Tião Viana (PT) nas redes sociais, Alan Rick disse estar com a consciência tranquila. Desembarca nesta madrugada de segunda-feira em Rio Branco.

Papagaio de Pirata

Ilderlei Cordeiro, pré-candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul pelo PMDB, não saiu de Brasília enquanto não terminou a votação do impeachment. E apareceu em quase todas as imagens e fotos, pegando uma carona para mostrar durante a campanha. Foi o papagaio de pirata do planalto no histórico domingo.

Abatido

Poucas vezes vi o senador Sérgio Petecão (PSD) tão abatido, quanto esses dias, no pós-morte de dona Raimunda Cunha, sua mãe. Mesmo sendo ele um contumaz brincalhão, saiu pouca coisa dele nas últimas horas.

Coletiva sobre o impeachment

Sérgio Petecão, a rigor, deverá ser um dos líderes da oposição a estar presente numa coletiva na manhã desta terça-feira, às 10h, no auditório da Assembleia Legislativa. O grupo vai falar sobre o novo momento da política, com o impeachment da presidente Dilma. Todos acham que facilitou ainda mais a vida da oposição no Acre – e com certa razão.

Só o Bocalom

Tião Bocalom (DEM) foi o único prefeiturável a participar ativamente da manifestação de domingo em comemoração ao impeachment, em frente ao Palácio Rio Branco.

No senado será pior

“Acho que no Senado a coisa vai ser mais ainda difícil para a Dilma”. Do senador Sérgio Petecão (PSD), durante almoço em sua casa para cerca de 40 amigos, como é costume às segundas-feiras.

Blefe

Para a deputada Eliane Sinhasique (PMDB), a afirmação do presidente do PT, Ermício Sena, segundo a qual o partido vai parar o País se Dilma for impedida, não passa de blefe. “Quem deve não tem essa moral”, afirma ela.

Petistas entram no PSD

Assessores do prefeito James Gomes (PP), do Quinari, andam pregando na cidade que o PT enfiou maioria de seus filiados no PSD, disfarçando-se de oposição, para tentar ganhar a prefeitura. “Imagine se eu não tivesse conseguido mais de 10 milhões de emenda para esse prefeito, do que eles não seriam capazes”, lamentou o senador Petecão, presidente do PSD.

Fim da carreira que nem começou

Secretário de Saúde do Acre, Gemil Júnior já está preparado para nunca disputar uma eleição. É que a pasta que ele comanda, nesse governo Tião Viana (PT), virou uma assassina, também, de pretensos candidatos. Até os próprios petistas reclamam da Saúde no Acre.

Volta dos partidos

Não demora muito para PTB e Solidariedade serem trazidos de volta à oposição aqui no Acre. Em Brasília isso já é dado como certo.

Amigo do Chicão Brígido

Se tivesse no PMDB, ainda, Chicão Brígido teria acesso tão livre ao Palácio do Planalto a partir do impeachment de Dilma, pela amizade que tem com Michel Temer, quanto eu tenho na minha cozinha. O PMDB, para ele, todavia, é passado. É leal onde está. Sempre foi.

Prato de boia

As pessoas não entendem que o deputado federal Sibá Machado (PT) defende o governo porque ali é onde ele tira o prato de boia dele. Eu também brigaria até a carne cair dos ossos. Ele vai fazer o que da vida se o governo PT acabar?

Visita cômica

Foi cômico ver um grupo de deputados da base do governo fazendo uma visita a BR-364, para, dizem, irem ao Dnit, pedir pressa na sua recuperação. Foi prosaico.

Terreno em Brasiléia

Negocio dois terrenos grandes na avenida Marinho Monte, em Brasiléia. Meu contato: 9922-2118 e e-mail [email protected]

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários

Veja também