Governo e pecuaristas assinam convênio que vai beneficiar cadeia produtiva do leite


Batizada de EvoluiLeite, parceria foi celebrada entre Seaprof, Sebrae, Senar e Faeac

REDAÇÃO CONTILNET

Os pecuaristas acreanos que integram a cadeia produtiva do leite ganharam musculatura após assinatura, na Expoacre, na noite desta quinta-feira (2), de convênio com o governo do estado que prevê investimentos de R$ 2,17 milhões no segmento de mercado.

Entre os parceiros estão, de um lado, o Sebrae -AC e a Secretaria de Estado Extensão Agro-florestal e Produção Familiar (Seaprof), e do outro, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Acre (Faeac).

Representantes dos pecuaristas acreanos, da Seaprof e do Sebrae/Foto: ContilNet

O Sebrae vai arcar com quase 50% do total a ser investido na cadeia produtiva do leite, de acordo com o superintendente do órgão no estado, Mâncio Lima Cordeiro.

“Trata-se de um setor importantíssimo, que agrega valor com os produtos derivados do leite e o nosso objetivo é fazer com que os pequenos pecuaristas do Acre a produção e, consequentemente, a sua renda”, afirmou Mâncio.

Mâncio Lima, superintendente do Sebrae-AC, assina convênio/Foto: ContilNet

Segundo ele, esses resultados devem ser alcançados a partir da implantação de novas tecnologias, capazes de auxiliar os pequenos produtores no dia a dia da produção.

Para o gestor do Senar-AC, Mauro Marcelo Gomes de Oliveira, a assinatura do convênio com o governo foi a ‘cereja do bolo’ na relação entre os pecuaristas com o Poder Público.

Titular do Senar-AC, Mauro Marcelo disse que a parceria é a ‘cereja do bolo’/Foto: ContilNet

“Vamos atender 75 produtores rurais com assistência técnica e ensino transversal e complementar. Já estamos com os técnicos de campo selecionados para iniciar o trabalho imediatamente e nosso departamento de assistência técnica está sendo estruturado”, disse Mauro Marcelo.

O evento que selou a parceria público-privada foi prestigiado também pelo presidente da Faeac, Assuero Veronez, e pelo titular da Seaprof, João Thaumaturgo Neto.

comentários

Outras Notícias

Veja Também