Com gol polêmico, Seleção bate Argentina e fatura Superclássico


Gol de Miranda nos acréscimos salva atuação abaixo do esperado do Brasil no triunfo por 1 a 0 sobre rival completamente desfigurado em Jidá, na Arábia Saudita

LANCE.COM

A Seleção Brasileira derrotou a Argentina por 1 a 0 e faturou o Superclássico no Estádio King Abdullah, em Jidá (SAU). Mas a equipe de Tite saiu de território saudita com a sensação de que está “devendo” ao torcedor. Nem mesmo o gol (polêmico) de Miranda nesta terça-feira e a conquista do troféu salvaram a partida abaixo da média diante de uma albiceleste totalmente reformulada.

Ao ataque!

Já na escalação, Tite evidenciou sua ânsia por uma Seleção mais impetuosa. Mais próximo de Casemiro e Arthur, Coutinho iria distribuir as jogadas para Neymar e uma inédita dupla de ataque formada por Gabriel Jesus e Firmino.

Cadê as chances?

O Brasil ganhou mobilidade ofensiva, mas pouco assustou os “Hermanos” na etapa inicial. Além de Neymar estar pouco inspirado, Firmino e Jesus mal tocaram na bola com tantos erros de passe.

Curiosamente, as melhores chances da equipe vieram graças à defesa. Filipe Luís cabeceou para Romero defender. Casemiro alçou para a área e Miranda encheu o pé, mas Otamendi salvou em cima da linha.

Albiceleste ‘aprovada’

Embora encarasse o duelo como novo passo de sua reformulação, a Argentina do interino Lionel Scaloni causou calafrios a Tite. Saravia, Lo Celso e Icardi exigiram Alisson na etapa final. Repleta de caras novas e sem nomes como Messi, Di María e Agüero, a equipe se mostrou bem sólida.

Seleção mexe e reage

Tentando aumentar a pressão canarinha, Tite sacou Gabriel Jesus e promoveu a entrada de Richarlison. Lançado por Neymar, o camisa 7, com o gol vazio, finalizou para fora. Em seguida, Arthur encheu o pé e Romero espalmou. Aos trancos e barrancos, o Brasil partiu para um “abafa”. Casemiro cobrou falta rente à trave e, em cruzamento, Otamendi quase marcou contra.

Vitória polêmica

No finzinho, a Seleção Brasileira garantiu sua vitória com uma dose de polêmica. Neymar cobrou escanteio e Miranda, após empurrar Otamendi, estufou a rede: 1 a 0 confirmado pelo árbitro, mesmo com ele tendo o recurso do VAR à sua disposição. O Brasil leva o Superclássico. Mas ainda falta muito para a equipe encher os olhos da torcida.

Gol: Miranda (1-0, 46’/2ºT)

BRASIL: Alisson; Danilo (Fabinho 8’/2ºT), Marquinhos, Miranda e Filipe Luis; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus (Richarlison 19’/2ºT), Roberto Firmino e Neymar. Técnico: Tite

ARGENTINA: Romero; Saravia, Otamendi, Pezzella e Tagliafico (Acuña 36’/2ºT); Battaglia, Paredes e Lo Celso (Salvio 27’/2ºT); Dybala (Lautaro Martínez 13’/2ºT), Icardi (G.Simeone 42’/2ºT) e Ángel Correa (Pereyra 23’/2ºT). Técnico: Leonel Scaloni

comentários

Outras Notícias

Veja Também