PM, ICMBio e FUNAI fiscalizam Unidade de Conservação Ambiental, na divisa com Peru


A missão iniciou no dia 28 de janeiro e terminou nesta sexta-feira, 1 de fevereiro.

ASCOM PMAC

A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio do 10° Batalhão, auxiliou o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) a fiscalizarem a caça e extração de madeira ilegal na Estação Ecológica Rio Acre. Trata-se de uma unidade de conservação de proteção ambiental, localizada no município de Assis Brasil, divisa com o Peru.

Operação ocorreu no interior do Acre/Foto: ascom

De acordo com o comandante do 10° Batalhão, major Fredson Araújo, a missão iniciou no dia 28 de janeiro e terminou nesta sexta-feira, 1 de fevereiro.

Ainda segundo o oficial, a região é constantemente utilizada por caçadores e madeireiros peruanos que retiram ilegalmente a madeira da região. “A PM está atenta e sempre realizará operações na localidade, mesmo que sejam necessárias 14 horas de voadeira para concluir o trajeto”, disse o comandante.

Durante a missão, o ICMBio e a FUNAI investigam ainda vestígios de índios isolados, que nunca tiveram contato com povos civilizados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também