Rio Branco, Acre,

Vereador denuncia que prefeitura demitiu mais de 30 servidores em Manoel Urbano: “Perseguição”

Tanizio de Sá (MDB), informou que as demissões pois a folha de pagamento está acima do que é permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal

A prefeitura de Manoel Urbano, no interior do Acre, demitiu mais de de 30 vigias que trabalhavam em diversos setores da região, como escolas e repartições públicas.

Luiz de Castro vigilante e vereador/Foto: arquivo pessoal

De acordo com o vereador Luiz de Castro, as demissões realizadas pelo gestor, priorizou apenas uma classe, as dos vigias. “Isso pra mim se caracteriza como perseguição, pois era para ele ter feito isso em outras áreas”, destacou.

Outro agravante denunciados pelo vereador, é em relação aos direitos trabalhistas que não estão sendo pagos com o determina a lei. “Ele pagou apenas as férias dos servidores, o restante como FGTS e outros não foram pagos”, reclamou o parlamentar que declarou que até o momento, mais de 30 servidores já foram dispensados, faltando apenas mais oito para fechar a lista.

Como resposta aos vigias demitidos, o prefeito Tanízio de Sá (MDB), informou que as demissões ocorreram devido a folha de pagamento estar acima do que é permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários