23.3 C
Rio Branco
18 junho, 2021 12:32 am

Duarte sugere que destinação de emendas para custear despesas da Academia de Polícia

POR ASCOM

Afinal, o que desejam os integrantes do Cadastro de Reserva da Polícia Civil que estão acampandos no hall da Assembleia Legislativa há quatro dias? O objetivo deles é que o Governador Gladson Cameli se posicione, concretamente, em relação a data de convocação da próxima etapa dos concursos realizados em 2015 e 2017, que refere-se ao Curso de Formação da Academia de Polícia (Acadepol). O desejo deles é que isto aconteça ainda neste ano para que as nomeações sejam realizadas no início do 2022. No entanto, ao longo desta semana, os meios de comunicação divulgaram falas do governador dizendo que um dos entraves para isto refere-se às limitações orçamentárias.

Durante conversa com os integrantes do Cadastro de Reserva da Polícia Civil, na tarde desta quarta-feira, 20, Roberto Duarte sugeriu, de maneira propositiva, que os deputados estaduais, federais e senadores destinem emendas para custear as despesas da Academia de Polícia. Além dos aprovados nos concursos de 2015 e 2017, participaram do encontro os delegados da Polícia Civil Nilton Boscaro, Felipe Martins, Lucas Pereira, Igor Brito, Airton Vasconcelos e José Adonias.

“Segundo informações do Delegado Nilton, serão necessários cerca de R$ 7 milhões para custear o curso de formação da Acadepol. Eu me comprometo em destinar R$ 100 mil das minhas emendas parlamentares para este fim. Se cada um dos deputados estaduais fizer isso, teremos R$ 2,4 milhões. Mas, cada um fica à vontade para empenhar o valor que desejar. Cada deputado estadual possue R$ 500 mil de emendas. Sem falar nos deputados federais e senadores, que – cada um deles – têm R$ 16,3 milhões de emendas parlamentares. Com a união de todos, podemos avançar nesta questão”, sugeriu Roberto Duarte.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.