23.7 C
Rio Branco
21 julho, 2021 9:48 pm

Governo pode pagar parcelas atrasadas do auxílio emergencial

Segundo o Ministério da Cidadania, aproximadamente 1.003 segurados do programa tiveram suas solicitações verificados, dando acesso aos novos depósitos em breve

POR NOTÍCIAS CONCURSOS

Beneficiários do auxílio emergencial de 2020 que tiveram suas parcelas canceladas poderão recebê-las de forma retroativa neste ano.

Segundo o Ministério da Cidadania, aproximadamente 1.003 segurados do programa tiveram suas solicitações verificados, dando acesso aos novos depósitos em breve.

Pagamento em parcela única

Para os novos beneficiários, a restituição das parcelas atrasadas não acontecerá conforme o calendário atual do auxílio emergencial. O Governo deve anunciar os novos repasses em uma única parcela, sendo possível sacar o benefício no mesmo dia do depósito.

No entanto, até o momento, não há um cronograma definido para a liberação das parcelas, visto que a equipe da Cidadania ainda está avaliando os últimos detalhes.

“Embora (o Ministério da Cidadania) não tenha divulgado quais pedidos foram revisados, muitos beneficiários entraram em contato para informar que começaram a receber parcelas que haviam sido negadas. Nesta segunda-feira, dia 14, o Ministério da Cidadania confirmou que 1.003 eram realmente elegíveis, mas que 419 pedidos estão cancelados ou bloqueados”, esclareceu Paola Carvalho, diretora de Relações Institucionais da Rede Brasileira de Renda Básica.

A executiva informa que a decisão de restituir as parcelas não pagas no auxílio emergencial no ano passado, foi tomada diante a vitória do grupo envolvido, uma vez que pressionaram o Ministério da Cidadania para que as solicitações canceladas fossem revistas.

“Como os canais de comunicação do Ministério da Cidadania são falhos, os beneficiários encontram apoio nas organizações sociais. Em síntese: quando o governo ouve, os mais vulneráveis ganham”, disse Paola.

Como verificar se tenho direito a restituição?

Para constatar se sua solicitação do auxílio emergencial foi reavaliada e considerada pelo governo, basta acessar o site e informar seus dados pessoas para realizar a consulta.

Após confirmar a busca, a plataforma exibirá a informação que consta a inclusão ou não na lista de solicitações reconsideradas. Futuramente, pelo mesmo acesso, o cidadão poderá acompanhar as datas de recebimento, envio de pedidos, justificativa para negativa, situação da segunda solicitação, bem como a contestação do pedido negado.

Outras informações podem ser adquiridas por meio do site oficial da Caixa Econômica Federal “auxilio.caixa.gov.br” ou pelo atendimento telefônico 111.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.