21.3 C
Rio Branco
24 julho, 2021 9:05 am

Por conta de frio de 5ºC, AC já foi destaque no Jornal do Brasil; na época, escolas foram fechadas

Temperatura tão baixa na região tropical chegou a ser manchete no “Jornal do Brasil”, em julho de 1933

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

O frio registrado no Acre nos últimos dias, principalmente na capital Rio Branco, chegou a 11 graus na madrugada desta quarta-feira (30), a menor temperatura já registrada na capital nos últimos anos, e embora esta seja uma das temporadas mais geladas da região, está longe de ser a pior da marca histórica. Pelo menos é que o registra, por exemplo, o extinto “Jornal do Brasil”, editado no Rio de Janeiro, na década de 1930.

De acordo com a publicação, no dia 12 de julho de 1933, a capital do então Território Federal do Acre, era açoitada com lufadas de vento que traziam a sensação térmica de frio abaixo de zero. A temperatura na época chegou a ser registrada em torno de cinco graus, uma verdadeira Sibéria para os padrões de uma região tropical, cujo clima sempre quente e úmido. O frio foi tamanho que as escolas tiveram que ser fechadas porque as crianças não suportavam sair de casa, diz o jornal da época.

Dentro das casas também havia frio porque a maioria das residências era erigida em madeira e cobertas com folha de zinco, algumas ainda e palha de ubim ou de ouricuri. Praticamente não haviam construções em alvenaria. O próprio Palácio Rio Branco, futura sede do governo territorial, ainda estava em obras. A frágil cobertura das casas e as brechas entre uma tábua e outra, por onde o vento passava, era uma tortura para a população acostumada ao sol e calor.

O frio foi tamanho que o assunto ganhou as páginas da imprensa nacional, segundo revelam os velhos recortes de jornais daqueles tempos gelados. “Fortes ondas de frio estão batendo a região acreana”, noticiou o “Jornal do Brasil, com informações que podem ser lidas com algum esforço nos dias de hoje.

Na madrugada deste quarta-feira (30 de junho), não foi muito diferente daqueles tempos gelados de 1933: Rio Branco teve o registro da menor temperatura do ano na madrugada, quando o termômetro do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) localizado na Universidade Federal do Acre (Ufac) gravou 11º,C.

De acordo com o aparelho, outros municípios do interior do Acre também tiveram baixas temparaturas temperaturas, segundo o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam). Segundo os dados, Brasileia registrou 10,1°C, Assis Brasil 11,4°C, Santa Rosa do Purus 12,2°C e Tarauacá 14,1° C.

Os dados utilizados pelo Sipam são com base em informações do Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrologia da Bolívia e Peru. Exceto para a capital acreana e Tarauacá, que tem estações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) em funcionamento.

Jornal do Brasil do dia,12 de julho de 1933. Foto: Tião Maia/Acervo ContilNet

Frio continua até o fim de semana: veja temperaturas em RO

A forte frente fria que derrubou as temperaturas deve continuar até o final de semana, de acordo com previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O vizinho Estado de Rondônia também sofre com a baixa temperatura. O município de |Vilhena, no sul do Estado registrou a menor temperatura: 8º durante a madrugada desta quarta-feira (30).

Em Porto Velho, a temperatura mínima chegou a 15°C. No município de Ariquemes, a temperatura mínima foi de 17°nesta manhã, caindo para 15° no dia seguinte. Em Cacoal a madrugada registrou 16° cai para 14° na quarta.
A temperatura mínima no município de Guajará-Mirim na manhã desta quarta-feira foi de 10°. Em Rolim de Moura, a previsão também é de temperaturas baixas, registrando 14° hoje.Ji-Paraná registrou 14° na madrugada de.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.