34.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 11:53 am

Deputado exige que Gladson baixe ICMS e diz que política econômica “cai sempre no fiofó do povo”

"No supermercado, as pessoas estão com ovos na mão e olhando pra carne, que virou TBT na memória dos acreanos", disse

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 15/09/2021 11:53

O deputado Neném Almeida usou sua fala no pequeno expediente na sessão da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta quarta-feira (15) para, mais uma vez, pressionar o governador Gladson Cameli para que baixe o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O parlamentar pediu que o chefe do Executivo siga o exemplo do governador do Distrito Federal, que baixou o imposto e conseguiu a diminuição de 20 centavos no preço do combustível e de pelo menos R$ 0, 10 em outros produtos essenciais como o feijão e o arroz.

“O Governo se gaba tanto que nunca se arrecadou tanto e quando se arrecada com imposto é para se reverter para o povo, mas isso não está acontecendo, está sendo sempre no fiofó do povo”, esbravejou.

Segundo Almeida, 60 mil pessoas estão desempregadas no Acre. “Pessoas que não tem perspectiva de vida porque o governo não dá nenhuma. A criminalidade tomou conta, e por isso peço aqui ao Governador e sua equipe: baixe o ICMS, pois conseguiremos baixar não só o preço da gasolina, mas o do feijão, o arroz, a carne, o ovo”, disse.

O deputado finalizou dizendo que a carne hoje em dia virou TBT para os acreanos, fazendo alusão à sigla do termo em inglês Throwback Thursday que ficou popular nas redes como a hashtag #tbt. Em português, tbt pode ser traduzido como quinta-feira do retorno ou quinta-feira do regresso.

“No supermercado, as pessoas estão com ovos na mão e olhando pra carne, que virou TBT na memória dos acreanos”.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.